Arbitragem relata ofensas de Abel Ferreira na súmula de Palmeiras x Santos

Abel Ferreira instruindo a equipe durante o clássico (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


O Palmeiras venceu o Santos por 2 a 1, no último domingo, no Allianz Parque. A vitória, com um jogador a menos, deixou o Verdão ainda mais tranquilo na liderança do Brasileirão, mas além desse triunfo heroico, o que chamou a atenção foi mais uma expulsão de Abel Ferreira, que reclamou muito com a arbitragem durante a partida.

GALERIA
> Veja a validade do contrato dos jogadores do elenco do Palmeiras

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

A situação ocorreu já perto do final do jogo, quando o Wilton Pereira Sampaio indicou cinco minutos de acréscimos e logo em seguida mais um, totalizando seis. Nesse momento, o técnico palmeirense já tomou um cartão amarelo. No entanto, o português continuou reclamando com o assistente Bruno Boschilia, que já havia sido alvo no primeiro momento, e acabou levando o segundo amarelo.

Depois de ser expulso, Abel seguiu indignado e, pelas imagens mostradas pela transmissão do Premiere, continuou vociferando contra o assistente Bruno Boschilia. Todo esse lance teve sua versão contada pela arbitragem na súmula do duelo, divulgada perto das 22h30 de domingo. Segue o texto escrito no documento do jogo:

- Por ir em direção ao árbitro assistente 1 Sr. Bruno Boschilia, batendo palmas de maneira irônica protestando contra as decisões da equipe de arbitragem (descrição do primeiro cartão amarelo).

- Expulsei em decorrência do segundo cartão amarelo, após ser informado pelo assistente 1, Bruno Boschilia que o referido treinador, foi em direção ao mesmo, afrontando e proferindo aos gritos de maneira repetida as seguintes palavras: "É tudo contra a gente cara***, na dúvida sempre contra a gente cara***". Informo que o treinador, após expulso, retornou em direção ao assistente 1, de maneira grosseira e ofensiva, proferindo as seguintes palavras: "Vai se fo** mesmo, cara***, vocês são uma vergonha, tudo contra a gente, cara***" (relato do segundo amarelo e expulsão).

Já Abel Ferreira, em sua coletiva após a partida, preferiu não falar de arbitragem e propôs um pacto com a imprensa sobre o assunto.

- Minha expulsão, vou fazer um pacto com vocês. Vou deixar de falar dos árbitros, já disse tudo que precisava. Sempre que me perguntarem sobre árbitro vou evitar falar, porque não vale a pena.

Foi o primeira cartão vermelho de Abel Ferreira no Brasileirão-2022. Com o primeiro amarelo, ele já estaria suspenso do duelo com o Atlético-MG, em Belo Horizonte, no dia 28, pois estava pendurado. Agora, ele cumpre a suspensão e segue podendo perder mais uma partida caso leve mais uma advertência quando retornar.

Além do técnico, o Palmeiras não terá Gustavo Gómez (também convocado para a seleção paraguaia), Zé Rafael e Gabriel, todos pelo terceiro amarelo, Danilo, por ter levado o vermelho direto, e Weverton, que foi chamado para amistosos da Seleção Brasileira.