Após virada do Vasco, técnico do Operário chama elenco de frouxo

Matheus Costa detonou os jogadores após virada no fim do jogo contra o Vasco. Foto: Joao Vitor Rezende Borba/AGIF
Matheus Costa detonou os jogadores após virada no fim do jogo contra o Vasco. Foto: Joao Vitor Rezende Borba/AGIF

O Vasco conseguiu uma virada fundamental para seguir brigando pelo acesso à Série A do Brasileirão. Jogando fora de casa, com dois gols nos minutos finais do segundo tempo, o time carioca bateu o Operário-PR, por 3 a 2, nesta terça-feira (04), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Enquanto um time comemorava a vitória histórica, o outro parece não ter digerido bem o revés de virada. O Vasco encerrou um jejum como visitante já que vinha de oito derrotas seguidas fora de casa, e o herói da noite foi Alex Teixeira que veio do banco para fazer os dois gols da virada.

Leia também:

Após a derrota, o técnico do Operário, Matheus Costa, criticou duramente seus comandados pelos gols sofridos faltando poucos minutos para o fim do confronto, o que deu os três pontos ao Cruzmaltino e recolocou o time da casa na zona do rebaixamento para a Série C.

“Nós somos um time frouxo. Estou cansado de chegar aos 44 minutos e não sustentar o resultado. Não temos personalidade para vestir a camisa do Operário”, afirmou o treinador, em entrevista coletiva após a partida.

Com a derrota, o Operário segue na parte de baixo da tabela, com 32 pontos ganhos, na 18ª colocação da Série B, dentro da zona de rebaixamento.

Nos últimos dez jogos, o Operário só venceu um, em clássico estadual contra o Londrina na 28ª rodada. Nas rodadas finais da Série B, o Fantasma encara a Chapecoense, CRB e Sport fora de casa e recebe o Brusque e o Novorizontino.