Apesar do título em Wimbledon, Djokovic cai 4 posições no ranking da ATP

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O sérvio Novak Djokovic, que no domingo conquistou seu sétimo título de Wimbledon, caiu quatro posições no ranking da ATP, publicado nesta segunda-feira, e agora é o número 7 do mundo, já que a edição 2022 do torneio londrino não contou pontos para a classificação.

O russo Daniil Medvedev continua na primeira posição, após não ter participado de Wimbledon, já que os organizadores do Grand Slam decidiram excluir os jogadores e jogadoras de Rússia e Belarus devido à invasão da Ucrânia.

Por não concordar com a decisão dos dirigentes do torneio, a ATP decidiu não distribuir pontos em seu ranking.

Djokovic, portanto, perdeu os 2.000 pontos de sua vitória em 2021 após derrotar na final de Wimbledon o italiano Matteo Berrettini, que este ano não participou da competição por ter testado positivo para covid-19 e acabou caindo quatro posições no ranking, sendo agora o número 15.

Já o australiano Nick Kyrgios, derrotado por 'Nole' na final de domingo, cai cinco posições e passa a ser o número 45 do mundo.

O principal beneficiado com a ausência de distribuição de pontos em Wimbledon este ano foi o espanhol Rafael Nadal, que não pôde jogar a semifinal devido a uma lesão no abdômen, mas que subiu um posto e voltou ao Top 3.

O brasileiro mais bem colocado no ranking é Thiago Monteiro, que no domingo foi campeão do Challenger 125 de Salzburgo, o maior título de sua carreira.

Com a conquista, Thiago, que foi eliminado de Wimbledon na primeira rodada, subiu 16 posições e agora é o número 73 do mundo, sua classificação mais alta.

-- Ranking da ATP publicado nesta segunda-feira após Wimbledon, onde os jogadores não marcaram pontos:

1. Daniil Medvedev (RUS) 7.775 pts

2. Alexander Zverev (ALE) 6.850

3. Rafael Nadal (ESP) 6.165 (+1)

4. Stefanos Tsitsipas (GRE) 5.150 (+1)

5. Casper Ruud (NOR) 5.050 (+1)

6. Carlos Alcaraz (ESP) 4.845 (+1)

7. Novak Djokovic (SRV) 4.770 (-4)

8. Andrey Rublev (RUS) 3.700

9. Félix Auger-Aliassime (CAN) 3.445

10. Jannik Sinner (ITA) 3.185 (+3)

11. Cameron Norrie (GBR) 3.155 (+1)

12. Hubert Hurkacz (POL) 3.025 (-2)

13. Taylor Fritz (EUA) 2.975 (+1)

14. Diego Schwartzman (ARG) 2.325 (+1)

15. Matteo Berrettini (ITA) 2.280 (-4)

16. Marin Cilic (CRO) 2.130 (+1)

17. Reilly Opelka (EUA) 2.055 (+1)

18. Pablo Carreño (ESP) 1.926 (+2)

19. Grigor Dimitrov (BUL) 1.740 (+2)

20. Roberto Bautista (ESP) 1.658 (-1)

...

73. Thiago Monteiro (BRA) 716 (+16)

./bds/dlo/ll/psr/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos