Apesar de 'sobrar' na Série B comissão do Cruzeiro mantém discurso de 'pés no chão'

Varini elogiou o elenco, mas não crava que a Raposa já conseguiu o acesso  à elite-(Marco A. Ferraz/Cruzeiro)


O auxiliar técnico do Cruzeiro, o uruguaio Martín Varini, exaltou a campanha da Raposa na Série B, em que o time mineiro ocupa a liderança isolada da competição com 57 pontos, ficando perto do sonhado acesso à primeira divisão nacional.

O auxiliar ficou no lugar de Paulo Pezzolano, suspenso, na goleada diante do Náutico (4 a 0).

Apesar do bom momento, o uruguaio adotou o discurso de Pezzolano de “pés no chão” quando questionado se o Cruzeiro já adotou um planejamento para a Série A 2023.

-Só quando terminar o ano. Queremos seguir evoluindo até o último jogo, essa é a nossa mentalidade. O que o Paulo falou é o que todos pensamos. Estamos muito comprometidos com o objetivo principal, mas matematicamente ainda não está fechado, então não vamos festejar nada. Estamos focados jogo a jogo para seguir vencendo e continuar abrindo vantagem para o segundo e o quinto colocados. Não temos tempo de pensar ano que vem ainda, queremos fazer o melhor neste ano-- disse Varini.

Varini celebrou os retornos de Jajá, Geovane Jesus e Leo Pais, que acabou ficando no banco.

-Temos opções, um grande plantel com jogadores de qualidade e isso eleva o nível da equipe e todos terão chances até o fim da temporada- concluiu.