Após ter aderido a Libra, mandatário do Grêmio faz 'pedido'

Presidente do Tricolor, Romildo Bolzan (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)


Em entrevista dada para o portal 'ge', o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, explicou quais foram os conceitos fundamentais para levar a diretoria do clube em aderir a Liga do Futebol Brasileiro (Libra).

>Detalhes do contrato do Luva de Pedreiro com empresa de Falcão

Apesar de pontuar a possibilidade de angariar maior força política no que se refere a negociação de valores em receitas de direitos de TV, dentre outras premiações, Romildo pediu "clareza de todas as partes" nos conceitos formadores da Libra até o fim de atual temporada.

- Uma liga de futebol é uma demanda antiga. Quando se faz uma liga tem que ter alguns conceitos fundamentais. Entender que possam melhorar a posição de negociação no futebol e não diminuir em condições. Para que isso aconteça, ou vende melhor teus contratos ou faz uma rede de distribuição. Como está, tem que melhorar. O Grêmio aderiu à liga por conta disso. Não pela organização de campeonato, mas pelo aspecto político de mais força de negócio, capacidade de folha, um produto uniforme - disse o presidente gremista.

- Até o final do ano tem que ficar muito claro para todos (os clubes). Os contratos terminam em 2024. Até o fim deste ano tem que ter clareza de todas as partes - completou.

Enquanto a diretoria olha para o futuro em médio/longo prazo, o futebol se concentra no próximo desafio da equipe na Série B do Brasileirão onde, no interior de Santa Catarina, o Imortal visitará o Brusque na próxima terça-feira (19).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos