Após ser cobrado na parte emocional, Raul Gustavo se consolida como zagueiro-artilheiro do Corinthians

Zagueiro marcou um dos gols do Timão contra o Inter (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)


Segundo zagueiro do Corinthians com mais minutos na temporada, Raul Gustavo vem ganhando cada vez mais espaço, especialmente após a saída de João Victor para o Benfica. Dos últimos 17 jogos do clube alvinegro, Raul foi titular em 16 oportunidades, tendo atuado os 90 minutos em 15 jogos.

+ GALERIA - Balbuena voltou! Relembre todos os gols do zagueiro pelo Corinthians

Contra o Coritiba, o camisa 34 marcou o terceiro e derradeiro gol do Timão na vitória por 3 a 1, chegando ao seu quarto gol na temporada. Raul dobrou o número de gols feitos em comparação a 2021, ano que estreou no profissional.

Na temporada, o zagueiro de 23 anos só fica atrás de Róger Guedes, artilheiro do clube alvinegro com dez gols, e Adson e Mantuan (emprestado ao Zenit, da Rússia) com cinco cada.

Jô, que teve o contrato rescindido, Paulinho, que rompeu o ligamento do joelho e só deve voltar na próxima temporada, e Giuliano estão igualados com Raul na artilharia.

Apesar da veia artilheira e força no jogo aéreo, o camisa 34 ainda não conquistou toda a torcida corintiana pois vem demonstrando um descontrole emocional durante as partidas.

Após a derrota do Corinthians para o Santos na Vila Belmiro, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, o técnico Vítor Pereira usou de exemplo o lance em que Raul Gustavo se envolveu em confusão com Marcos Leonardo e foi amarelado pelo árbitro para cobrar mais maturidade do zagueiro.

- Raul tem de ter mais juízo. Mais maturidade. Não é só tática, é emocional também. Já disse para ele. Se ele quiser passar para outro patamar em termos de jogo, tem de ter mais maturidade para gerir esse tipo de situação, senão nunca vai sair desse patamar. Ele tem qualidade para ir a outro nível. É um menino, tem de aprender com os erros, refletir com eles e ter mais calminha no momento do aperto - disse Vítor Pereira depois da classificação às quartas de final da Copa do Brasil.

+ TABELA - Veja datas e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Após balançar as redes contra o Coxa no Brasileirão, Raul falou sobre a emoção de voltar a balançar as redes e o processo de amadurecimento em campo.

- Eu me cobro bastante no dia a dia, tanto nos treinamentos como nos jogos. Sei que é preciso amadurecer para poder jogar no Corinthians da melhor forma. Fico me cobrando muito. Fico muito feliz quando dou o meu melhor e as coisas acontecem do jeito que eu quero. Ali é um momento de felicidade, não tem como explicar - disse Raul na zona mista após o triunfo sobre o Coxa.

Durante o primeiro semestre da temporada, Gil, que soma mais de 360 jogos e tem vasta experiência no clube do Parque São Jorge, foi a principal dupla de zaga de Raul.

Com a chegada de Balbuena, já regularizado no BID da CBF, o camisa 34 terá mais um mentor capaz de ajudá-lo a evoluir taticamente e melhorar no aspecto mental.

- (Balbuena) É um cara muito experiente que vai agregar muito ao elenco. Ele já jogou aqui, sabe o que é ser Corinthians, vai passar para os mais novos o que temos que fazer certo. Fico feliz com a chegada dele, vai me ensinar muito e vou querer aprender com ele no dia a dia - concluiu Raul.

Na temporada, Raul Gustavo já cometeu pênaltis contra Boca Juniors e Athletico-PR, em partidas válidas pela Libertadores e Brasileirão, respectivamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos