Após ser anunciado por novo clube, Renan faz acordo para sustentar filhas de motociclista atropelado

Renan defendia o Bragantino, mas teve o contrato rescindido com o clube após o atropelamento (Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)


O zagueiro Renan fez um acordo com a Justiça para arcar com uma espécie de "pensão" para as filhas de Eliezer Pena, motociclista atropelado e morto por ele em 22 de julho deste ano. O atleta foi anunciado pelo Shabab Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos,

+ Paquetá recebe nova proposta, Willian com futuro indefinido, PSG pode se desfazer de meia… o Dia do Mercado!

Este tipo de indenização é estipulada a partir de despesas de dependentes de uma vítima. Desta forma, o jogador vai arcar com um valor que engloba danos morais e materiais. O dinheiro será destinado para a criação das duas filhas do motociclista, que era casado.

Na semana passada, o zagueiro de 20 anos recebeu uma autorização para deixar o Brasil e retomar sua carreira profissional. Após as rescisões com os clubes paulistas, o atleta estaria passando dificuldades para voltar a atuar no país justamente por causa do atropelamento. No entanto, a Justiça determinou que Renan deve comparecer em todos os atos do processo.

+ Para deixar a prisão, Renan teve que desembolsar três vezes o salário que recebe no Bragantino

RELEMBRE O CASO

O defensor de 20 anos matou um motociclista em um acidente de trânsito. A vítima, o encarregado Eliezer Pena, ia de moto ao trabalho quando foi atingido pelo Honda Civic do jogador, por volta das 6h30 da manhã. Eliezer era palmeirense e deixou mulher e duas filhas.

O jogador estava emprestado ao Bragantino pelo Palmeiras desde abril. No entanto, após o acontecimento, o Massa Bruta decidiu rescindir o contrato de empréstimo com o zagueiro, que tinha validade até o final desta temporada. O Palmeiras também demitiu Renan por justa causa.

+ Juíza aceita que valor da fiança de Renan seja pago para família da vítima

Abel Ferreira e jogadores do Palmeiras se encontraram com a família da vítima no Allianz Parque. A viúva também recebeu R$ 242 mil, valor da fiança paga pelo atleta. O Verdão se disponibilizou a oferecer todo suporte à família de Eliezer. Além disso, torcedores do time criaram uma vaquinha virtual que arrecadou mais de R$ 50 mil aos familiares.