Após Felipe Pires denunciar racismo, Internacional se pronuncia; torcedor acusado nega ofensas

Felipe Pires acusa torcedor do Internacional de ofensa racista no clássico (Foto: Fernando Alves/ECJuventude)


Durante a partida contra o Internacional, o atacante Felipe Pires, do Juventude, relatou ofensas racistas vindas de um torcedor colorado no Beira-Rio, nesta segunda-feira. Ao fim da partida, o Inter, que entrou em campo com um patch da luta antirracista na camisa, se colocou à disposição das autoridades e também emitiu uma nota.

- Diante do episódio, o Clube do Povo manifesta seu absoluto repúdio a todo e qualquer tipo de preconceito, e informa que, tão logo ocorreu a identificação do responsável pelo ato, o torcedor foi retirado das arquibancadas do Gigante e sofrerá sanções em função do comportamento inadequado - escreveu o Inter, que ainda completou.

- O Internacional está ajudando as autoridades na apuração dos fatos, e reitera seu apoio ao Juventude e ao atleta. O Clube lamenta que o episódio tenha ocorrido na partida de hoje, quando o time atuou com com a camisa preta e um patch antirracismo, elaborado pela CBF, estampado em seu novo uniforme - finalizou.

Após a partida, o homem já tinha sido identificado e conduzido à delegacia para prestar depoimento. Segundo informações da "Rádio Gaúcha", o acusado negou as ofensas racistas e revelou que teria apenas falado palavrões ao jogador.

Vale destacar que Felipe Pires seguiu com a acusação depois do jogo. Inclusive, o atacante prestou depoimento no Jecrim do Beira-Rio.