Após empate, Luís Castro analisa atuação do Botafogo: 'Faltou mais qualidade em nossas finalizações'

Luis Castro tenta fazer o Botafogo evoluir. Este domingo, contra o Juventude (Foto: Vitor Silva/Botafogo)


Faltou eficiência ao Botafogo no empate sem gols diante do Atlético-GO. O time teve muita dificuldade na criação no primeiro tempo, mas mesmo com um a menos acabou finalizando mais e tendo um melhor rendimento na etapa final. Luís Castro analisou a atuação da equipe e ressaltou que faltou mais qualidade nas finalizações para sair d campo com os três pontos.

- O Botafogo jogou melhor na segunda parte do que na primeira, dados estatísticos não deixam mentir, são fatos. Estivemos estáveis, não deixamos o Atlético criar quando estava com 11 contra 10. Tivemos muitas situações de bola parada, a do Matheus (Nascimento), estivemos perto do gol em situações com dez. Penso que estivemos bem na segunda parte e não estivemos tão bem no primeiro - disse, e acrescentou:

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

- Fomos à procura de refrescar o ataque, o Victor Sá esteve parado por muito tempo. Lançar jogador novo no corredor era importante, assim como buscar novas dinâmicas no meio. Matheus liga mais, Erison procura mais a profundidade e contatos físicos. É forte quando consegue fazer. As 14 finalizações não são um número baixo, cinco no alvo contra duas do Atlético-GO também é um número bom. Faltou realmente finalizarmos mais e criamos mais do que criamos. Faltou mais qualidade nas nossas finalizações - completou.

No segundo tempo, após um erro de Jeffinho, Philipe Sampaio fez um falta para conter o contra-ataque e acabou sendo expulso com o segundo amarelo. De acordo com a visão do comandante português, a expulsão foi justa.

- Temos soluções para a zona central da defesa. Não temos o Carli (lesionado). Tínhamos o Kanu, o Adryelson, o Mezenga no Sub-23, o Cuesta. temos soluções. Foi uma imprudência que ele cometeu. O segundo amarelo foi uma imprudência clara e a árbitra não podia fazer outra coisa além de expulsá-lo, já que ele tinha amarelo - frisou.

+ ATUAÇÕES: Botafogo não consegue ser eficiente, e Jeffinho é o melhor do time no empate com o Atlético-GO

O Botafogo volta a campo no próximo domingo contra o lanterna Juventude, às 11h, no Alfredo Jaconi. A equipe carioca terá novamente uma semana livre de preparação para tentar voltar a vencer no campeonato pela 23ª rodada.