Após 'diz que me diz', Abel esclarece situação de Endrick no Palmeiras: 'Nosso clube tem um plano'

Endrick participou de alguns treinos com os profissionais do Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Em uma semana onde se viveu a expectativa da estreia do atacante Endrick no Palmeiras, o técnico Abel Ferreira fez questão de prezar pela cautela que sempre teve ao se tratar do lançamento da promessa palmeirense.

+ Confira fotos da nova terceira camisa do Palmeiras para 2022

A situação ocorreu após o empresário Wagner Ribeiro, que participou da captação do atleta quando mais novo, declarar durante uma palestra na Brasil Futebol Expo, que a revelação estreaia neste fim de semana, contra o Juventude.

- A formação é do clube, não do Abel. É um processo e assim vamos fazer com o Endrick, que nesse ano começou a competir no sub-17, ganhou no sub-17, depois no sub-20 e, se tudo correr bem, vai ganhar no sub-20, e, se tudo seguir normal, espero que ganhe no time principal - destacou o técnico do Verdão.

Abel deixou claro que a introdução de Endrick no elenco profissional passará por uma hierarquia com outros atletas de frente. Atualmente, o Verdão tem três centroavantes de ofício: Flaco López, Merentiel e Rafael Navarro, além de Rony, que não é um ‘nove’ de ofício, mas tem cada vez mais ocupado o setor.

- Mesmo do que todos que foram quando eu cheguei aqui: Patrick, Renan, Menino, Vanderlan. As coisas são feitas de forma gradual, e o clube, antes de eu chegar, já tinha projetos para os jogadores. E às vezes queimamos etapas. Por exemplo, Renan foi nosso titular por muito tempo e decidimos emprestar para o Bragantino para ele jogar, e ele teve dificuldades de se encaixar lá. Infelizmente aqui no futebol o mesmo remédio não é igual para todos. Se fazemos assim com o Danilo, não é igual com todos. O Garcia já jogou, mas ele sabe que na frente dele tem o Rocha e o Mayke, é assim que funciona no clube. Temos planos e projetos para os jogadores para não cometer erros do passado para não expor o jogador - pontuou Ferreira.

O que virou um mantra para a torcida, pode ser levado em prática quando o assunto é Endrick no time profissional do Palmeiras: Abel tem um plano. Mas o treinador deixou claro que essa estratégia não é dele, mas, sim, do clube.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

- Porque esse clube é comandado de dentro para fora, não de fora pra dentro. Não são os jornalistas que mandam nesse clube, opinião de fora que manda. Nosso clube tem um líder, um plano e quem está abaixo dele tem que seguir, faça frio, sol - disse Abel.

E dentro desse planejamento, Abel contou que tem inserido atletas mais jovens nas atividades do dia a dia na Academia de Futebol, inclusive com coletivos para que os ‘miúdos’ se desenvolvam com os atletas da primeira prateleira.

- Os mesmos que criticam são os mesmos que elogiaram o que o clube fez, a reestruturação e a aposta em jovens. E o futuro é esse. E fico muito contente que tenham presidentes de clubes que vem falar comigo e o Barros que esse é o seguro. Nós falamos muito internamente com os moleques que treinam com a gente. Às vezes fazemos coletivos para ver como os jovens jogam com os mais velhos - destacou o treinador palestrino.

Por fim, neste fim de semana, Endrick esteve em campo na vitória palmeirense sobre o Flamengo de Guarulhos, pelo Paulistão Sub-20, e o time profisisonal venceu o Juventude por 2 a 0, no Allianz.