Após versão de Zaracho, integrante de organizada do Atlético-MG rebate: 'Era pagode'

Zaracho sendo abordado por torcida organizada (Foto: Reprodução/Redes Sociais)


Após o lançamento do 'disk balada' da Torcida Organizada Galoucura, do Atlético-MG, Matías Zaracho foi abordado em um bar pelos torcedores. Por meio de redes sociais, o atleta se pronunciou, dizendo que estava com a família e bebendo água. Entretanto, um dos torcedores presentes no protesto rebateu o jogador, dizendo que o evento era um 'pagode'.

- Lá é pagode, até parou quando nós chegamos. Você tava com quatro manos que até conhece nós (sic), que são brasileiros. Só se for seus parentes aqui do Brasil. Pra você tomar vergonha na sua cara. Você está em recuperação, está em pagode e ainda fala que é família. Conversamos com você "de boa", e agora você vem com esse papinho. Respeitamos todo mundo lá - disse Josimar Júnior, integrante da Galoucura.

A ação do 'disk-balada' foi implementada na última terça-feira. Por meio dela, os torcedores podem enviar mensagens com foto e a localização de jogadores em baladas ou eventos similares. Matías Zaracho foi o primeiro atleta abordado após a divulgação do número.

O Atlético-MG ainda não se pronunciou sobre o caso envolvendo o argentino e nem sobre a campanha da organizada.

A equipe mineira volta a campo apenas no dia 28 de setembro, quando recebe o Palmeiras, no Mineirão, às 21h45, em duelo válido pelo Brasileirão.