Após arbitragem polêmica no jogo contra a Chapecoense, Vasco anuncia medidas: 'Infrações gravíssimas'

Foto: Reprodução/CBF


O Vasco promete não deixar barato. Passadas 24 horas do jogo contra a Chapecoense, os pênaltis não marcados e as expulsões sofridas pelo Cruz-Maltino, a diretoria anunciou os próximos passos. De acordo com a nota divulgada pelo clube, as medidas visam investigação das condutas dos principais personagens da arbitragem do jogo ocorrido em São Januário.

+ 40 anos da Tragédia do Sarriá: lembre seleções históricas que não levantaram taças

"O Club de Regatas Vasco da Gama informa que, diante do ocorrido na partida CR Vasco da Gama x Chapecoense, disputada ontem em São Januário e após a revisão do áudio e vídeo do VAR e do árbitro de campo no lance de penalidade máxima sofrida pelo atleta Eguinaldo do Vasco da Gama, aos 30 minutos do segundo tempo, decidiu que fará uma representação formal junto a Comissão Nacional de Arbitragem contra o árbitro de campo, Douglas Marques das Flores, e o árbitro de vídeo, Vinícius Furlan, e também apresentará notícia de infração ao procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de modo que possa ser aberta investigação com relação a conduta do árbitro de campo e do árbitro de vídeo no referido lance por conta das infrações gravíssimas, na visão do Clube, cometidas pelos mesmos."

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

O time volta a campo somente na semana que vem. Contra a Ponte Preta, Nene, Yuri e Palacios são os jogadores suspensos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos