Após absolvição em caso de suposta injúria racial, Rafael Ramos, do Corinthians, se manifesta: 'Aliviado'


No mesmo dia em que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu, por unanimidade, Rafael Ramos, do Corinthians, no caso de suposta injúria racial praticada por ele contra o meia Edenílson, do Internacional, o atleta corintiano se pronunciou.

+ Balbuena assume o quarto lugar! Veja os defensores do Corinthians com mais gols na Arena

Através de vídeo divulgado pela TV do clube alvinegro, o defensor corintiano se mostrou aliviado com a conclusão do caso na esfera esportiva e explicou como foram os últimos meses convivendo com esse pendência jurídica.

- Aliviado, não foi fácil o que tive que passar até hoje. Nunca passei por uma situação parecida, então nunca tinha vivenciado ou experienciado algo tão difícil. Tentei sempre deixar de lado, dar o meu melhor dentro de campo e ser o que sempre fui, dando o melhor de mim para as pessoas e dentro de campo. Me sinto muito aliviado por ter tirado esse peso. Foram meses nada fáceis, prolongou-se muito tempo esse caso, infelizmente. Graças a Deus correu tudo bem e fui absolvido pela parte esportiva - disse o defensor.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, durante o empate em 2 a 2 entre Internacional e Corinthians, Edenílson afirmou que teria sido chamado de macaco pelo lateral português, que foi preso em flagrante e precisou pagar R$ 10 mil de fiança para ser solto na oportunidade. Rafael negou a acusação após a partida e manteve seu posicionamento quando prestou depoimento ao STJD.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Rafael Ramos também agradeceu o apoio e carinho que recebeu da torcida corintiano, bem como de amigos e familiares. O atleta também enalteceu o suporte fornecido pelo Timão durante o caso.

- Queria agradecer a todos os torcedores, senti muito o apoio desde o início até os dias de hoje, nunca se esqueceram de mim e nem do que eu estou passando. Agradeço por nunca terem duvidado da minha palavra apesar de eu ter chegado há pouco tempo aqui no Corinthians. Agradeço do fundo do meu coração vocês todos e à minha família e amigos, que estão longe e sofreram mais do que eu. E não menos importante, agradecer toda estrutura do clube, todos os meus companheiros que nunca duvidaram de mim, o que foi muito importante para eu desenvolver o meu trabalho - concluiu Rafael Ramos.

O lateral português terminou o processo de transição física e participou das atividades com bola no último treino da equipe alvinegra. Dessa forma, as chances dele ser relacionado por Vítor Pereira na partida de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Fluminense, são grandes.

Treino Corinthians 13/09 - Rafael Ramos
Treino Corinthians 13/09 - Rafael Ramos

Rafa Ramos durante treino do Timão (Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians)

Rafael Ramos ainda será julgado na Justiça comum. No dia 31 de agosto, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul aceitou uma denúncia contra o defensor corintiano. Dessa forma, o lateral português se tornou réu no processo criminal.

Caso a injúria seja comprovada na Justiça comum, a pena vai de um a três anos de reclusão, além de multa que não tem valor especificado no artigo 20 da Lei 7.716/89, que dispõe sobre o tema.