Após 23 anos longe da elite, Nottingham Forest busca resgatar prestígio na Inglaterra


Após 23 anos longe da elite da Inglaterra, o Nottingham Forest retorna à Premier League e estreia na competição diante do Newcastle, no sábado. Buscando reviver os tempos gloriosos, o clube anunciou a contratação de Jesse Lingard e já acertou com o palmeirense Gustavo Scarpa, que chega ao Reino Unido no fim do ano.

INÍCIO DA HISTÓRIA

Em 1865, JS Scrimshaw, líder de um grupo de jovens jogadores de shinty - um esporte similar com o hóquei - propôs a entrada da equipe no futebol. Assim, nascia o Nottingham Forest Football Club, que fez sua primeira partida contra o Notts County, em 1866.

A camisa vermelha da equipe foi escolhida pelos atletas por conta do movimento dos Redshirts, liderado por Giuseppe Garibaldi e popular na Inglaterra no século XIX. Os voluntários que lutavam no Risorgimento, ação que buscava a unificação da Itália, usavam roupas vermelhas.

Em 1897/1898, após quatro derrotas consecutivas em semifinais da Copa da Inglaterra, o Nottingham Forest conquistou seu primeiro título da história. Em duelo contra o Derby County, o clube venceu os rivais por 3 a 1 e venceu a FA Cup.

DO PESADELO À NOVA CONQUISTA

​Após alguns anos, o Nottingham Forest sofreu economicamente e esportivamente por conta das eclosões da Primeira e da Segunda Guerra Mundial. Três anos após a vitória dos Aliados contra Alemanha, Itália e Japão, os Reds caíram para a 3ª divisão inglesa.

+ Vai começar! Confira a tabela da Premier League

Em 1956/1957, o clube conseguiu retornar à elite do país após 18 anos de ausência. Dois anos depois, o Nottingham Forest conquistava seu segundo título da FA Cup vencendo o Luton Town por 2 a 1 jogando grande parte do duelo com apenas 10 homens em campo.

Após o título da Copa do Mundo pela Inglaterra em 1966, os Reds montaram uma grande equipe e atraíram públicos que lotavam seu estádio todo jogo. No entanto, o clube conseguiu apenas o vice-campeonato inglês e uma eliminação na semifinal da Copa da Inglaterra. Mas após este período, o Nottingham Forest viveu outro momento de dificuldades financeiras e rebaixamento.

Nottingham Forest 1980 - Campeão da Champions
Nottingham Forest 1980 - Campeão da Champions

Nottingham Forest conquistou dois títulos de Champions League (Foto: Reprodução)

ANOS GLORIOSOS

​Em 1975, o Nottingham Forest anunciou a contratação do técnico Brian Clough. Logo em seu segundo ano, o comandante conseguiu conquistar o acesso da segunda divisão para a elite do futebol da Inglaterra novamente. Sempre ao lado de seus braços-direitos, Jimmy Gordon e Peter Taylor.

Um ano após o acesso, os Reds conquistaram os títulos da Copa da Liga Inglesa e o Campeonato Inglês - antes da existência da Premier League. Dessa forma, o clube iniciou a temporada 1978/1979 com quatro títulos importantes em sua galeria de troféus.

Em dois anos, o Nottingham Forest conquistou duas vezes a Champions League, uma Supercopa da Uefa, outra Taça da Liga Inglesa e uma Supercopa da Inglaterra. Foi o período de maior glória da modesta equipe do Reino Unido.

América-MG x Palmeiras - Gustavo Scarpa
América-MG x Palmeiras - Gustavo Scarpa

Scarpa reforça o Nottingham Forest no fim do ano (Foto: Cesar Greco)

RECONSTRUÇÃO APÓS MAIS DE DUAS DÉCADAS

​Em 1993, Brian Clough foi demitido do comando do Nottingham Forest, que passou a viver um período em baixa. Após conseguir acesso à Premier League em 1997/1998, o clube foi rebaixado segurando a lanterna do torneio logo em sequência.

23 anos depois, os Reds voltam a jogar na elite da Inglaterra e buscam recuperar o prestígio de outrora. Sem grandes expectativas, o clube de 1865 luta, desde o próximo sábado, pela permanência na Premier League.

Na atual janela de transferências, o Nottingham Forest já anunciou grandes reforços, como o de Jesse Lingard, Dean Henderson, Neco Willians e Omar Richards. Além dos quatro, Gustavo Scarpa chega na Inglaterra após o encerramento da temporada com o Palmeiras, mas o meia já tem pré-contrato assinado com os ingleses.

Em um mundo novo, com novos ricos no futebol, os Reds sabem que seu lugar não é no topo de nenhuma competição nacional. Ainda assim, o clube, sob comando de Steve Cooper, pode resgatar a dignidade, o prestígio e a tradição de um dos maiores do país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos