Ao L!, Mauro Beting diz que Brasil é favorito ao título da Copa América Feminina: 'Meu palpite é 1 a 0'

Mauro Beting vem comentando jogos do futebol feminino pelo SBT (Reprodução)


A final da Copa América Feminina está chegando, e o SBT vem preparando uma cobertura completa do evento. Às vésperas da decisão entre Colômbia e Brasil, Mauro Beting conversou de forma exclusiva com o LANCE! e comentou sobre o crescimento do futebol feminino no país.

+ 30 jogadores brasileiros que entraram no álbum da Copa, mas não jogaram o Mundial

- Eu vi um interesse do público muito grande. Muita gente já está acompanhando o futebol feminino em outros torneios para conhecer os times e as jogadoras. Muitos jornalistas também estão fazendo um trabalho bárbaro de divulgação do futebol feminino, com discussão e debate.

Durante a entrevista, Mauro Beting exaltou o trabalho feito pelo SBT nas transmissões do futebol feminino. O comentarista também afirmou que a Seleção Brasileira chega como franca favorita ao título da Copa América.

Qual a importância de um torneio como esse ser exibido em TV aberta? Como você viu o interesse do público?

- É fundamental. Muito legal o que o SBT está fazendo e é muito legal o que a Globo fez recentemente na Copa do Mundo. Eu faço desde 1997, quando fazia Paulistana e os poucos torneios que existiam na época. A Band foi pioneira e o SBT está vestindo o amarelinho no futebol feminino. É irreversível. É um movimento enorme e contará com grandes patrocinadores para a Copa do Mundo do ano que vem.


Como você avalia essa Seleção Brasileira e o futebol mostrado na Copa América? Qual foi a principal destaque do Brasil?


- A Seleção, como um todo, vem tendo um coletivo muito forte. São 18 meninas que jogam pela primeira vez uma Copa América. Pouca vezes na história do futebol, existiu uma superioridade tão grande como a do Brasil. Antes da final, são sete títulos brasileiros e um título argentino em 2006. É muita superioridade. O Brasil só perdeu dois jogos na história da competição. A Adriana, atacante do Corinthians, é artilheira da Seleção, vem desempenhando várias funções e é uma das responsáveis pelo alto nível da Seleção.

E a Colômbia, como você avalia? Alguma seleção chega como favorita nesta final?

- A Colômbia é muito forte. Aliás, é uma final muito esperada. Não vai ser fácil. Meu palpite é 1 a 0 para o Brasil. Vai ter quase 20 mil pessoas no estádio. A Colômbia é muito forte e joga em casa, mas acho que isso não vai impedir que o Brasil ganhe a Copa América. O Brasil é o franco favorito e está jogando bem.

A classificação para final da Copa América garantiu uma vaga da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2023 e nas Olimpíadas de 2024. Mauro Beting analisou o futuro do Brasil nessas duas competições.


- O Brasil ainda não está no nível das principais seleções do mundo. A Eurocopa teve um nível muito bom. Além das seleções europeias, também tem Canadá e os Estados Unidos. O Brasil está nesse bolo. Sem dúvidas, o Brasil está entre as dez maiores seleções e pode chegar numas quartas de final da Copa do Mundo. Nas Olimpíadas, o Brasil pode chegar em uma final, mas não vai ser fácil.

Colômbia e Brasil se enfrentam neste sábado, às 21h, pela final da Copa América Feminina. A Seleção Brasileira já conquistou sete títulos da competição e vai em busca do octacampeonato em Bucaramanga.


*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos