Ao L!, Ana Thaís Matos revela 'surpresa' ao saber que comentaria Seleção na Copa: 'É um privilégio'

Ana Thaís Matos comentará Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Qatar (Foto: Reprodução/Globo)


Há pouco mais de quatro anos, na Copa do Mundo de 2018, Ana Thaís Matos foi um dos destaques da cobertura do SporTV durante o torneio na Rússia. Apesar de não ter estado in loco no leste europeu, ela conquistou seu espaço no Grupo Globo e desde então não parou de crescer. Agora, em 2022, no Qatar, ela estará no time principal de comentaristas da Seleção Brasileira em TV aberta ao lado de Galvão.

GALERIA
> Veja calendário da Seleção Brasileira até o final da Copa do Mundo

TABELA
> Veja tabela e simulador da Copa do Mundo-2022 clicando aqui

Em breve entrevista ao LANCE! durante evento que apresentou a cobertura da Globo para o Mundial, a comentarista admitiu ter ficado surpresa ao saber que seria uma das escolhidas para analisar os jogos do Brasil. Nada disso, porém, fará com que ela deixe de "ralar" como tem feito nos últimos quatro anos desde a última Copa.

- É um privilégio, mas você tem que ralar bastante, né? E eu vou seguir ralando também. Um privilégio cheio de responsabilidades, de conquistas coletivas, de saber que a gente fez uma trajetória de quatro anos dentro do Grupo Globo trabalhando muito. Confesso que fiquei surpresa com a possibilidade de fazer a Copa do Mundo comentando a Seleção Brasileira Masculina que é um assunto que eu mais gosto no futebol. Então eu estou numa expectativa muito positiva. Eu acho que vai ser uma Copa muito legal.

Ana Thaís é um dos grandes ícones da conquista do espaço da mulher em um meio tão masculino como o jornalismo esportivo, principalmente quando se trata de futebol. Isso não apenas na TV, mas também em seus empregos anteriores no LANCE! e na Rádio Globo/CBN. Para ela isso significa mostrar para todas as meninas que é possível falar de futebol e seguir essa paixão em qualquer lugar.

- Eu acho que além de representar a menina que quer ser uma jornalista, é a menina que quer ser ouvida, né? Que não necessariamente vai ser uma jornalista, mas ela quer falar de futebol com o pai, com a mãe, com o coleguinha da escola, ela quer se sentir empoderada para poder falar de futebol, eu acho que é essa menina que a gente quer acessar e que a gente trabalha para acessar e aí quem sabe ela pode ser uma comentarista, uma jornalista, uma jogadora... - declarou.

Por fim, Ana Thaís celebrou a possibilidade de poder trabalhar com pessoas que eram referências para ela antes mesmo de estar inserida no meio do futebol e do jornalismo. Agora ela não apenas divide o ambiente de trabalho com esse pessoal, como também se tornou amiga compartilhando inclusive angústias de uma cobertura.

- Eu tenho uma foto que eu não acho em lugar nenhum, que sou eu criança e o Maestro Junior, no Beach Soccer. Como eu joguei Beach Soccer, eu era muito apaixonada pela Seleção Brasileira da modalidade e ele era um dos craques daquela Seleção. Hoje eu trabalho com ele, ele é um dos melhores seres humanos que eu já conheci na minha vida, uma pessoa do tamanho dele, com a projeção dele, que me trata assim de um jeito que eu nem sei explicar.

- Entre outros amigos, né? Galvão, gente, Galvão Bueno. Luis Roberto, Cleber Machado... Cleber narrou as emoções que eu vivi enquanto torcedora. É muito especial para mim, além de trabalhar com meus amigos, poder trocar ideias, tomar um café e dividir com eles as minhas expectativas e as minhas angústias dessa cobertura.

Ao lado de Galvão Bueno e de Junior, Ana Thaís estará nos comentários do jogo entre Brasil e Gana, nesta sexta-feira, às 15h30, na TV Globo. A partida acontece em Le Havre, na França, e será a penúltima da Seleção antes da convocação final para a Copa do Mundo, que será divulgada no dia 7 de novembro.