Ao L!, Alexsander revela conselhos de Diniz e mira estreia no profissional do Fluminense

Alexsander é uma das principais promessas do Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)


Em uma semana marcada por dúvidas no meio-campo, um nome ganhou destaque no Fluminense: Alexsander. Após período na Seleção Brasileira Sub-20, a joia de 18 anos voltou a treinar entre os profissionais no CT Carlos Castilho e é mais uma alternativa para o duelo com o Corinthians, pela semifinal da Copa do Brasil.

+ Com mistério no meio-campo, Fluminense segue preparação para encarar o Corinthians; veja imagens

Alexsander é primeiro volante e se destaca pela qualidade técnica. Ele foi integrado aos treinamentos do time principal antes mesmo da saída de Nonato e foi relacionado para a partida contra o Santos, no início de agosto. Neste período, conta com o acompanhamento de perto do treinador Fernando Diniz.

- Nossas conversas sempre foram muito positivas, muito abertas. Ele está sempre me passando confiança, disse pra eu me sentir à vontade e fazer o que eu estava acostumado a fazer de melhor na base, pois as coisas iriam acontecer naturalmente. O trabalho do professor Diniz é excelente e ele passa bastante confiança para toda a equipe. Sua tática é muito interessante, ele tem um estilo de jogo que gosto. Creio que vou evoluir muito ainda e aproveitar as oportunidades e os ensinamentos - disse Alexsander, em entrevista ao LANCE!.

+ Felipe Melo minimiza críticas e comenta sobre possível titularidade na Copa do Brasil

Titular da seleção sub-20, o jovem é tratado internamente como grande promessa e vive a expectativa da estreia como profissional. Diante da ausência de André contra o Corinthians, ele corre por fora por uma oportunidade no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, nesta quinta-feira.

- Esperança eu sempre tive e eu venho me dedicando muito para quando a minha oportunidade surgir eu possa aproveitá-la da melhor maneira possível. Eu preciso estar preparado, independentemente de quando vá acontecer. E isso que tenho procurado fazer nos treinamentos e no dia a dia.

+ Copa do Brasil: veja a tabela e o chaveamento até a final

Fluminense e Corinthians se enfrentam decidem o segundo finalista da Copa do Brasil nesta quinta-feira, às 20h, na Neo Química Arena. Após o empate no Maracanã, o Tricolor se classifica com qualquer vitória simples. Um novo empate leva a decisão para os pênaltis.

Confira outras respostas de Alexsander ao LANCE!:

Adaptação ao profissional do Fluminense
- A convivência desde que eu subi está sendo muito boa. Os companheiros me receberam muito bem, me deixando à vontade. Todos estão contribuindo para a minha evolução nesse período de transição e sempre me passando alguns feedbacks. Os companheiros com mais experiência, no caso do David Braz e Wiliam Bigode, estão sempre me orientando, pois já passaram pelo mesmo processo de transição e estão me ajudando a me adaptar mais rápido no contexto de jogo.

Período na Seleção Brasileira Sub-20
- Todo período de convocação é sempre motivo de muita honra em poder representar o nosso país. São sempre momentos únicos e essa, em especial, como tinham companheiros que estavam indo pela primeira vez, eu e alguns outros companheiros que já vínhamos tendo uma sequência de convocações nos atentamos a passar segurança e confiança. Assim como foi a minha primeira convocação, foi a minha primeira experiência internacional com a seleção, aprendi muito sobre ficar atento aos detalhes. A arbitragem também é um pouco diferente em interpretar os lances e tenho certeza que evoluí muito em relação a isso.