Antigo desejo do Santos, Fernando Sobral amarga reserva e perde espaço no Ceará

Fernando Sobral perdeu espaço no Ceará durante o ano (Divulgação/Ceará)


O Santos tentou a contratação do volante Fernando Sobral em março deste ano, mas teve dificuldades para concretizar a negociação. O presidente do Ceará, Robinson de Castro, chegou a conversar com o jogador para entender o desejo do atleta.

O Vozão não aceitou uma proposta menor que 2 milhões de euros (cerca de R$ 11,2 milhões). A ideia do Peixe era tentar abater parte desse valor liberando dois jogadores do seu elenco. O restante seria parcelado. A negociação, porém, não andou. O Ceará não abre mão do valor total.

- Ouvi sobre Fernando Sobral, por exemplo. O presidente Andres Rueda ligou para o presidente do Ceará hoje. Primeiro disse que não venderia em hipótese nenhuma. Empresário falou que o presidente venderia por 2 milhões de dólares à vista. Infelizmente, não temos esse dinheiro. Temos que privilegiar credores, atletas, funcionários e impostos. Peço desculpas de um lado, mas de outro peço união - disse Walter Schalka, ex-membro do Comitê de Gestão do Santos, em reunião do Conselho Deliberativo.

Apesar disso, em 2022, Sobral perdeu espeço consideravelmente na equipe. Dos últimos seis jogos do Ceará, o jogador não saiu do banco de reservas em quatro oportunidades. Nas outras duas, jogou por apenas 26 minutos no total.

No começo do Campeonato Brasileiro, Sobral ficou fora das partidas por conta de uma lombalgia. Após ser submetido a ressonância magnética e uma tomografia 3D, foi constatado uma lesão óssea por microtrauma repetitivo, de característica benigna. Ele ainda passou por uma fratura na vértebra.

Após a sequência de lesões, foi voltando aos jogos de pouco em pouco. A única vez em que jogou os 90 minutos foi contra o Atlético-MG, em junho, no empate em 0 a 0. Em toda a temporada, são apenas 27 jogos (1.011 minutos em campo), ainda sem gols e assistências em 2022.

Fernando Sobral poderia ter sido do Santos em outra oportunidade. O Peixe tentou a contratação do jogador em 2018, antes dele se transferir para o Ceará. Ele vinha de grande temporada no Sampaio Corrêa, campeão da Copa do Nordeste. Foram 66 jogos e oito gols marcados pela equipe do Maranhão.

Após isso, Santos, Ceará e Braga, de Portugal, disputaram a contratação do volante. A equipe do Nordeste venceu a disputa e pagou cerca de R$ 300 mil por 60% dos direitos do atleta. Em toda sua passagem pelo time do Nordeste, são 141 jogos, cinco gols marcados e quatro assistências.