ANÁLISE: Vasco ignora problemas para repetir as virtudes e ampliar a vantagem rumo ao acesso

Figueiredo está confirmado de volta à delegação do Vasco (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)


E o pragmatismo ganhou novamente no Vasco. Se a bola não entrou mais vezes no gol do Criciúma, ela entrou mais vezes do que no gol cruz-maltino. O roteiro não é novo, mas foi mais que suficiente para uma vitória que distanciou o time de São Januário do primeiro fora do G4.

-> ATUAÇÕES: Raniel marca e Andrey Santos conduz o Vasco em vitória sobre o Criciúma

À medida que a Série B do Campeonato Brasileiro vai avançando, os problemas vão acontecendo. É natural ter lesões e suspensões encavaladas. Ter elenco e conseguir resolver seus problemas apesar das intercorrências também faz parte para um time que pretende subir.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

E o problema de momento do Vasco era estar há dois jogos sem fazer gol e, consequentemente, sem fazer gol. O jogo era em território hostil. Então o time de Maurício Souza fez o que se acostumou a fazer nos últimos meses, ainda com Zé Ricardo: se defender bem e ser letal no ataque.

O próprio técnico do Cruz-Maltino admitiu que a pressão do Criciúma foi relevante. Contudo, o time visitante soube evitar que o volume e a posse de bola, mesmo nos melhores momentos do time da casa, se transformassem em muitas chances claras. Foram realmente poucas.

E costumam ser poucas as chances claras que o Vasco concede aos adversários. E se assim se mantiver, o acesso vai se aproximar ainda mais. Naturalmente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos