ANÁLISE: empate com o Avaí mostra a necessidade do Corinthians ter Yuri e Guedes contra o Flamengo

Yuri Alberto jogou 45 minutos contra o Avaí, no último sábado (6) (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


A partida contra o Avaí, no último sábado (6), pelo Campeonato Brasileiro trouxe uma mensagem importante para a missão quase impossível que o Corinthians tem pela frente nesta terça-feira (9), contra o Flamengo na Libertadores: é importante que Róger Guedes e Yuri Alberto comecem jogando.


+ ATUAÇÕES: Balbuena comete pênalti, mas marca e salva Corinthians de derrota

Há duas semanas, após a derrota corintiana por 2 a 0 diante do Atlético-GO, no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores, Vítor Pereira dizia que a dupla não poderia jogar junta por conta da recomposição defensiva sem a bola.

A situação no segundo tempo contra o Avaí, no entanto, pedia a dupla ‘Yuri e Guedes’. A etapa inicial ruim na Ressacada foi resposta geral, ainda mais quando Bissoli abriu o placar, de pênalti.

O Timão precisava se lançar cada vez mais ao campo ofensivo para tentar o empate. Nada muito diferente do que precisará fazer para reverter dois gols de diferença do Flamengo, no Maracanã, na terça-feira (9).

Claro que a comparação é guardada as devidas proporções em relação as diferenças técnicas entre os times.

Em Floripa, logo no primeiro lance da dupla Yuri e Guedes houve uma grande chance de perigo criada por Róger Guedes e finalizada para fora por Yuri Alberto. Também houve um gom bem anulado, na altura dos 30 minutos, quando Yuri deixou dois marcadores para trás e serviu Róger Guedes, que dirblou o goleiro e colocou para o fundo do gol. No entanto, por estar levemente à frente o tento foi anulado.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Aparentemente o próprio técnico corintiano, Vítor Pereira, já entende que a dupla Yui e Guedes precisa jogar junta contra o Fla, pois confidenciou que a ideia dele no duelo deste fim de semana contra o Leão era gerir a carga física colocando um em cada momento.

Vítor terá o problema em saber quem vai auxiliar a recomposição defensiva corintiana contra o Flamengo, mas isso terá que trabalhar. Segurar os laterais, fechar com os volantes e meias, enfim, são algumas alternativas. O fato é que o Timão precisa do resultado, necessitando assim sair para o jogo. E para isso precisa atacar.

É bem capaz que a dupla Róger Guedes e Yuri Alberto seja comprometida até o fim da temporada, mas agora ela é mais do que necessária.