Update privacy choices
Esportes

Racha no Santos: aliados de Peres falam em conspiração de vice

Yahoo Esportes
Rollo e Peres em foto que mostra o desentrosamento da dupla (Ivan Storti/Gazeta Press)

A guerra no Santos entre o presidente José Carlos Peres e seu vice, Orlando Rollo, nunca foi tão declarada quanto atualmente. A ponto de os aliados de Peres garantirem que Rollo tem trabalhado pelo impeachment do presidente – uma reunião no próximo dia 10, no Conselho Deliberativo, pode dar o pontapé para o impedimento de Peres.

Vale lembrar que, se isso acontecer, será Rollo quem ficará no lugar de Peres no Peixe até o fim do mandato, em dezembro de 2020.

Os poucos homens de confiança que ainda sobraram ao lado de Peres na Vila Belmiro têm convicção de que Rollo se uniu com o empresário Luiz Taveira e com o conselheiro Marcio Rosas para derrubar o presidente. “Não existe conspiração nenhuma e não estou unido com ninguém da oposição”, assegura o vice.

Em contato com o Blog, Taveira ironizou: “Uma hora eles acusam um jornalista, na outra o vice-presidente, na outra o empresario, em outra um funcionário, na outra a tartaruga ninja… eles deveriam parar com as acusações e cuidar do clube, o que não estão fazendo. Daqui a pouco o Papai Noel será culpado também por alguma coisa”.

O racha entre as partes se deu logo nas primeiras semanas de gestão, em janeiro, depois que Peres teria descumprido uma promessa feita ainda no período pré-eleitoral, de que ele administraria o clube, mas deixaria o departamento de futebol para Rollo. Na prática, Peres sempre assumiu para si todas as grandes decisões do time profissional.

Na reunião do Conselho Deliberativo, nesta quinta-feira, Peres chegou a ser criticado por centralizar demais as decisões. Parte dos membros do Comitê de Gestão ouvidos pelos conselheiros garantiram que nem sabiam da demissão de Felipe Nobrega, responsável pelo departamento de registros dos atletas. Felipe acabou dispensado horas depois que a Conmebol puniu o Peixe pelo uso de Carlos Sanchez no jogo de ida com o Independiente – a derrota por 3 a 0 imposta pelo tapetão foi decisiva para a eliminação santista na Libertadores.

Reações

Leia também