Update privacy choices
Esportes

Futsal na Alemanha tem influência brasileira e vive seu último ano de amadorismo

Yahoo Esportes
Gabriel Oliveira atua pelo VFL 05 Hohestein-Erstthal (Reprodução)

Por Pedro Engel

O esporte mais popular da Alemanha é o futebol. Assim como os brasileiros, o povo alemão respira o esporte bretão. Os ingleses inventaram e os brasileiros improvisaram. O futsal é um primo do futebol muito popular no Brasil, mas ainda não tão popular na Europa. Na Alemanha, inclusive, ainda é tratado como um esporte amador, mas não por muito tempo.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

A temporada de 2018 será a última do futsal como amador para os germânicos. Em 2019, a primeira Bundesliga será disputada e a promessa é disputar a Liga Europa em três anos. A Seleção Alemã de Futsal ainda não completou dois anos desde a primeira convocação e os atletas ainda possuem um emprego fixo, além de jogar futsal.

No ano passado, o VFL 05 Hohestein-Erstthal sagrou-se campeão nacional. O ala Gabriel Oliveira faz parte do elenco que vai disputar a classificatória para a Champions League de Futsal.

“Eu cheguei na Alemanha há dois anos para jogar futebol, mas agora meu foco é total no futsal. Eu não sou contratado pelo clube, mas recebo um auxílio de moradia, alimentação e um salário simbólico. Eu estudo alemão e sou atleta do clube, que tem uma excelente estrutura”, disse o paulista que marcou um gol na final do nacional.

O fato curioso é que os alemães mantêm a tradição e usam os nomes das posições em português, ou seja, fixo, ala e pivô. O primeiro jogo da seleção foi contra a Inglaterra. O brasileiro confessou surpresa no primeiro contato com o esporte.

‘Eu achei curioso o fato de eles usarem os nomes da posições em português. O alemão ainda não tem muito interesse no futsal, mas acredito que isso vai mudar nos próximos anos. A federação esta investindo e acredito que o futsal tem tudo para evoluir aqui.”, analisou.

Na Bavária, existe o que pode ser chamado de o time mais brasileiro do futsal alemão. O Jahn Regensburg representou a região no último campeonato nacional com nada menos que quatro brasileiros na equipe. O líder desta legião é natural do Rio Grande do Sul e trabalha com astros do futebol mundial como Rafinha e Douglas Costa.

“Comecei o time há três anos atrás. Eu trouxe cinco brasileiros e nós jogamos a Champions League. A DFB, Federação Alemã, mudou a regra para apenas três brasileiros na equipe”, revelou Lucas Kruel.

O brasileiro enxerga potencial para o esporte na Alemanha, já defendeu a seleção da região da Bávaria e acredita que a falta de incentivo é uma barreira.

“O futsal na Alemanha fica mais concentrado no norte. Aqui na Bavária é ainda mais amador. Eu tive a oportunidade já de defender a seleção da região. Mas nós praticamente não temos ajuda, então eu tinha que fazer coisas extracampo também”, analisou o gaúcho.

Tanto Lucas quanto Gabriel vão disputar mais uma vez a Regionaliga, que corresponde ao campeonato regional e que classifica para o nacional nesta temporada. Os jogos começam em setembro e vão até fevereiro.

Na área com Nicola – Guerrero tem contrato ’empurrado’ e fica no Inter até os 38 anos

Reações

Leia também