Update privacy choices
Esportes

Estádio "travado" e até NFL criam problema para Tottenham x City

Colaboradores Yahoo Esportes
Yahoo Esportes

 

Futura casa do time do norte de Londres (Foto: Divulgação)

Por Guilherme Dorini, em Londres (ING)

Atraso em obras de estádios não é uma exclusividade do Brasil. Em fase final de construção, a nova casa do Tottenham era esperada para estrear no mês que vem, mas, como já divulgou o clube, o lançamento terá de ser adiado. Partidas contra Liverpool e Cardiff, que inclusive já tinham ingressos à venda, será realocadas, mas o importantíssimo duelo contra o Manchester City, no dia 28 de outubro, vive um dilema. E até a NFL tem “culpa” nisso.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Para os dois primeiros jogos citados, 15 de setembro e 6 de outubro, respectivamente, a ideia é a mais lógica possível: voltar para Wembley, onde o Tottenham tem mandado seus jogos desde o fechamento de White Hart Lane. O problema é que para o duelo contra o City, o templo do futebol inglês estará ocupado – será sede de uma das partidas da NFL programadas para Londres, no mesmo dia e horário, já com todos os ingressos esgotados.

Como a Premier League não permite que uma equipe mande seus jogos em três lugares diferentes durante a temporada, restará apenas duas opções ao Spurs. A primeira, mais viável, é tentar pedir para que o mando seja invertido, atuando, assim, no Etihad Stadium, recebendo os atuais campeões apenas no segundo turno. A opção, logisticamente falando, é possível, já que o United entra em campo em Old Ttrafford no dia anterior, evitando qualquer tipo de conflito.

Leia mais:
– Fla oferece 700 mil por mês para Valdivia, diz jornal
– Jogador mais baixo da Liga Russa tem 1,65m e nasceu no Brasil
– Zidane quer treinar o Manchester United

Inverter o mando até parece uma solução razoável, se não fosse a tabela da equipe comandada por Pep Guardiola. Caso aceite tal mudança, o City, no segundo turno, ficaria com uma sequência de três jogos fora de casa no decisivo mês de abril. Enquanto o Spurs, dono do problema, acabaria com quatro jogos seguidos em seus domínios na reta final da competição, o que pode fazer a diferença na tabela.

A última opção, caso a Premier League, e o Manchester City, não aceite a inversão, será pedir o adiamento da partida, o que também não é visto com bons olhos, o que deixaria o calendário ainda mais apertado para ambas as equipes – já que além do Inglês e as copas nacionais, os dois clubes também estão na Liga dos Campeões.

Com um gasto total de 850 milhões de libras (R$ 4,2 bilhões), o Tottenham Stadium, construído no mesmo local do antigo White Hart Lane, terá capacidade para receber 62 mil torcedores e deveria estar pronto neste mês, já que dois eventos testes estavam agendados para o estádio: 27 de agosto e 1° de setembro. No entanto, por “problemas críticos no sistema de segurança”, segundo comunicado do próprio clube, o processo teve que ser adiado.

“Atrasos são comuns para construções complexas e deste tamanho. No entanto, estamos muitos frustrados com o que ocorreu, mas não podemos comprometer a segurança. Essa decisão foi inevitável. Devemos apenas nos desculpar com nossos torcedores e tentar minimizar o máximos os danos causados”, publicou o Tottenham, que já se comprometeu em devolver o dinheiro aos torcedores que adquiriram o pacote de ingressos para toda a temporada.

Na Área com Nicola – Os valores da renovação de Nenê no São Paulo

 

2 Reações

Leia também