Alonso ataca Hamilton após batida: "Que idiota!"

Lewis Hamilton e Fernando Alonso se chocaram na volta inicial do GP da Bélgica. Foto: John Thys/AFP via Getty Images
Lewis Hamilton e Fernando Alonso se chocaram na volta inicial do GP da Bélgica. Foto: John Thys/AFP via Getty Images

A largada do GP da Bélgica mais uma vez colocou lado a lado duas lendas da Fórmula 1: Fernando Alonso e Lewis Hamilton. Na briga pela terceira colocação faíscas voaram na primeira volta e Alonso não aliviou para o rival ao falar pelo rádio com sua equipe.

"Que idiota, tivemos uma largada impressionante, não se pode fechar a porta por fora, esse cara só sabe sair bem se fizer na frente", viralizou a comunicação do espanhol após bater no Mercedes 44 do ex-companheiro de equipe em 2007 na McLaren.

Leia também:

Alonso foi um dos três pilotos que conseguiu ultrapassar Checo Pérez na largada, lento e meio segundo pior que os demais, incluindo Sainz, que largou muito bem. Hamilton foi colocado na cauda de Alonso, ou seja, segundo e terceiro, depois de coroar Eau Rouge e Raidillon e se lançou para o espanhol de fora após a longa reta de Malmedy em Les Combes.

Lewis tinha uma certa vantagem, mas ambos empataram na curva e tentaram forçar para não sair então ele procurou um espaço onde não havia nenhum e bateu na roda dianteira esquerda do Alpine do espanhol, então ele saiu voando vários metros, novamente depois de Alonso, mas com o Mercedes avariado.

Hamilton abandonou logo em seguida e sua caminhada atrás da cerca para retornar aos boxes define melhor do que tudo o humor do inglês. Os comissários declararam que foi um incidente de corrida.

A raiva de Fernando foi tão grande que quando ele passou perto da Mercedes parada de Lewis ainda o culpou com o dedo que "não se faz assim". Hamilton não foi ao centro médico, como era obrigatório após a força do voo e o impacto, conforme indicado pela luz de advertência do carro, o que torna obrigatório seu check-up de assistência. Ele recebeu uma advertência por isso.

A batida foi explicada pelos comissários: "Depois de revisar as evidências em vídeo, Alonso estava do lado de dentro na curva 5. As rodas dianteiras de Hamilton estavam à frente das de Alonso na entrada da curva, lado direito totalmente no meio-fio e até mesmo um pouco dentro do meio-fio. Em nenhum momento Alonso pareceu perder o controle ou subvirar. Hamilton girou no ápice da curva com Alonso ainda ao lado e o acidente se seguiu. Os comissários entendem que é a típica manobra da primeira volta onde há muitas mudanças", analisaram apontando para Lewis como o culpado e lembrando que ele abre um pouco mais a mão na primeira volta.

Este foi o primeiro incidente entre os dois desde a saída de Fernando da McLaren, quando se encontraram no Bahrein 2008 com o espanhol já na Renault.