Alimentos preparados em casa contribuem para saúde e bem-estar; confira dicas

Fugir de alimentos processados é parte de uma dieta saudável (Foto: iStock)


Em muitos casos, com a correria do dia a dia, temos o menor tempo possível para gastar com algumas coisas, e uma delas é a alimentação. Nesse sentido, as pessoas procuram por soluções rápidas, sem que precisem cozinhar, como o fast food e comidas industrializadas. Entretanto, o consumo desses alimentos traz muitos malefícios à saúde, além de jogar todo o esforço de uma rotina de atividades físicas por água abaixo.

Segundo dados do Datafolha, em 2020, o consumo de ultraprocessados cresceu bastante entre jovens e adultos. Produtos que possuem um alto número de corantes, conservantes, aromatizantes, entre outras substâncias, podem comprometer o corpo e causar doenças como obesidade, diabetes, hipertensão, entre outras.

Especialista no assunto e fundador do curso “Você Chef em 24 Horas”, com técnicas para fazer sua própria comida, o chef Davi Laranjeira deu exemplos de alimentos industrializados que podem ser trocados por comidas caseiras.

“Vários alimentos saudáveis podem substituir os industrializados e ultraprocessados, que são cheios de conservantes, aromatizantes, corantes e que não nos fazem bem. Um exemplo é o hambúrguer, que ao invés de comê-lo no fast food ou comprá-lo de forma industrializada, eu posso fazer o meu próprio, seja de porco, frango ou carne. O miojo pode ser substituído pelo ‘cabelinho de anjo’ que você cozinha em dois minutos e é só colocar um tempero natural. O molho de tomate, cheio de conservantes, pode ser trocado pelas passatas ou tomate natural, por exemplo”, comentou.

Davi ainda citou que o modo de preparo de comida em casa precisa das técnicas certas para que seja benéfico e saudável, citando que a maneira correta de fazer e o sabor são fatores essenciais para o consumo contínuo e assim, melhorando a saúde e o bem-estar.

“Quando um nutricionista te passa uma dieta, você só conseguirá cumpri-la se fizer sua comida; senão, vai acabar recorrendo aos alimentos industrializados. Porém, o alimento precisa ser cozido da maneira certa, com as técnicas corretas, para que não se percam os nutrientes. Outro fator é o sabor. Se a comida que você faz não for gostosa, saborosa, ou seja, aplicar os procedimentos corretos para isso, a pessoa acaba recorrendo aos ultraprocessados. Ou seja, cozinhar com as diferentes técnicas e de maneira correta faz com que a dieta seja cumprida, melhore a qualidade de vida e que a rotina seja saudável”, concluiu.