Ainda sem técnico, Vasco encara CRB em meio a imbróglios

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após perder contra o Vila Nova por 1 a 0, no último sábado, o Vasco chegou a três jogos sem vencer na Série B. Agora, o time se prepara para receber o CRB nesta quinta-feira (28), em São Januário, no Rio de Janeiro, às 19h (de Brasília). Com 35 pontos, o Vasco está na terceira colocação da Série B e assumirá a vice-liderança, ultrapassando o Grêmio, caso vença os alagoanos.

Além de ser o primeiro jogo após a saída do técnico Maurício Souza, demitido após a derrota na última rodada, a partida acontece em uma semana marcada por imbróglios em relação ao uso do estádio do Maracanã e à contratação do atacante Alex Teixeira.

O registro de novos jogadores por parte do time cruzmaltino estava bloqueado como punição pela Fifa, graças a uma dívida de R$ 1,4 milhão com o técnico português Ricardo Sá Pinto. O valor foi pago na última sexta-feira (22), e o Vasco aguarda a liberação por parte da entidade para oficializar a contratação de Teixeira. O objetivo do time é que ele estreie no jogo contra a Chapecoense, no domingo (31). No entanto, a partida também se tornou dor de cabeça para a direção vascaína.

Nos últimos dias, o time cruzmaltino solicitou ao consórcio que administra o Maracanã o direito de utilizar o estádio contra a Chapecoense. No entanto, nesta terça (26), o Flamengo, permissionário do consórcio, negou a liberação.

A justificativa dada por Severiano Braga, CEO do Maracanã, foi a condição do gramado, além de citar o fato dos dois últimos jogos do Flamengo terem acontecido em Brasília justamente para priorizar a qualidade do gramado. A informação foi dada pelo GE e confirmada pelo UOL Esporte.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, explicou a situação, mas fugiu da polêmica sobre a justiça.

"Isso não é comigo (jurídico), é com o consórcio Maracanã, que nos ouve sobre o assunto. Ontem, eu e Mário conversamos com o consórcio. Nós temos uma posição técnica muito clara, temos relatórios que comprovam que quando tem dois jogos seguidos estraga profundamente o gramado. Nós retiramos os nossos jogos assim que conseguimos. Foi feito isso para recuperar o gramado", disse antes de continuar:

"Nós temos um princípio técnico de orientação e será altamente danoso para o gramado ter dois jogos seguidos. Esse é o motivo que o consórcio deu a negativa ao Vasco, mas abriu a possibilidade para o Vasco jogar em outros jogos. Dia 31 de agosto é uma opção, e eventualmente vamos avaliando a evolução do Flamengo e do Fluminense nas competições. Nosso objetivo não é impedir o Vasco jogar, mas queremos ter prioridade", finalizou o mandatário rubro-negro.

O Vasco decidiu por marcar a partida contra os catarinenses para São Januário. Em nota oficial, o clube fez críticas aos gestores, dizendo que os mesmos estão "se assenhorando arbitrariamente de um patrimônio público que não lhe pertence", e informa que irá "avaliar as medidas cabíveis" junto ao seu departamento jurídico.

O clube cruzmaltino justificou a escolha por São Januário, diante dos fatos, por conta do pouco tempo hábil para a operacionalização da partida. As vendas de ingressos começaram nesta quarta-feira (27), e se esgotaram em menos de cinco horas.

O jogo contra a Chapecoense foi o segundo na mesma semana que teve os ingressos esgotados em São Januário, já que as entradas para a partida desta quinta-feira, contra o CRB, também se encerraram antecipadamente.

Nesta quinta, o Vasco será comandado interinamente pelo auxiliar Emilio Faro. O atacante Getúlio também deve estar à disposição, recuperado de lesão. Por outro lado, Zé Gabriel cumpre suspensão após receber o terceiro cartão amarelo.

Uma provável escalação do time cruzmaltino tem: Thiago Rodrigues; Gabriel Dias, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Juninho (Yuri Lara), Andrey e Nenê; Gabriel Pec, Raniel (Getúlio) e Figueiredo.

O CRB, por sua vez, segue sem o lateral-esquerdo Guilherme Romão e o zagueiro Gum, em recuperação física. Uma possível escalação do técnico Daniel Paulista tem: Diogo SIlva; Reginaldo, Diego Ivo, Wellington Carvalho e Raul Prata; Claudinei, Yago e Rafael Longuine; Emerson Negueba, Gabriel Conceição (Paulinho Moccelin ou Fabinho) e Anselmo Ramon.

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: Às 19h (de Brasília) desta quinta-feira (28)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-Fifa/SP)

Transmissão: Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos