Adriana marca dois, e Brasil bate Uruguai na Copa América Feminina

Brasil vence com mais dois de Adriana e mantém 100% de aproveitamento (Foto: Staff images Woman/Conmebol)


O Brasil venceu mais uma na Copa América Feminina. Nesta terça-feira, a Seleção Brasileira bateu o Uruguai por 3 a 0, com dois de Adriana e um de Debinha, no Estádio Centenário de Armênia, na Colômbia. As brasileiras seguem com 100% de aproveitamento na competição e chegaram ao quarto jogo oficial seguido sem sofrer gols. A equipe teve um desempenho técnico um pouco abaixo da goleada sobre a Argentina, mas fez um jogo tranquilo e venceu sem sustos.

SUSTO CELESTE
Apesar do domínio da posse de bola ter sido brasileiro, foi a Celeste que chegou primeiro à área para levar perigo. Após cruzamento, Pizarro dominou e acertou um belo voleio, obrigando Lorena a fazer uma intervenção.

BRASIL RESPONDE
O Brasil começou a responder aos 21 minutos. Bia Zaneratto bateu falta e a bola passou bem perto da trave. Um minuto depois, Adriana bateu e obrigou a goleira Sofia a fazer boa defesa. Na marca dos 29’, Debinha arriscou de fora da área, a bola ricocheteou e passou bem perto do arco uruguaio.

+ Saiba os brasileiros que vão ou ainda podem trocar de clube na Europa

ABRINDO VANTAGEM
Após jogada pelo lado direito, Antônia fez um lindo lance limpando duas jogadoras uruguaias e cruzando rasteiro. Debinha deixou passar e Adriana completou para o fundo das redes. Ainda no finalzinho, Bia Zaneratto arrancou pela esquerda e rolou para Debinha bater para o gol e fazer o Brasil fechar a conta no 1° tempo.

+ Argentina anuncia nova camisa: confira uniformes vazados ou lançados para a Copa do Mundo

ADRIANA GOLEADORA
O terceiro gol saiu na marca dos três minutos da etapa complementar: após boa enfiada de bola de Rafaela, Debinha cruzou para Adriana completar e se tornar a artilheira da Copa América.
O Brasil perdeu um pouco de ritmo, porém seguiu criando boas chances. Aos 15 minutos, o Brasil levou perigo com Duda que cabeceou firme no primeiro poste após cobrança de escanteio, mas a bola passou perto do arco.

NA TRAVE
Aos 25 minutos, o Uruguai criou sua chance mais perigosa. Após rebote de cruzamento, Aquino cruzou rasteiro para trás e com espaço, Brizamberri acertou a trave.

O Brasil obrigou Sofia a trabalhar de novo na marca dos 31’. Bia Zaneratto bateu forte de fora da área e obrigou a arqueira uruguaia a fazer uma bela defesa. Um minuto depois, Ximena Velázquez fez uma entrada dura, recebeu o segundo amarelo e deixou a Celeste com uma a menos.

A partida prosseguiu sem mais chances de perigo e o Brasil terminou a partida com mais três pontos no grupo B.

PRÓXIMO COMPROMISSO
A equipe de Pia Sundhage lidera o Grupo B com seis pontos e agora enfrenta a Venezuela, no domingo, às 18h, pela quarta rodada. A Seleção irá folgar na terceira rodada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos