Abu Dhabi Grand Slam Rio: roxas e marrons provam que o Jiu Jitsu está mais forte do que nunca

Faixas coloridas foram os destaques do segundo dia de competição (Foto: AJP)


O segundo dia de ação no ADGS Rio foi dominado pelos jovens talentos da faixa-roxa e da faixa-marrom na Divisão Profissional. No caminho para se tornarem estrelas na faixa-preta, os homens e mulheres que entraram nos tatames da Arena Carioca 1 deram mais um passo em direção à grandeza.

Atletas de todo o mundo se reuniram no Rio para um dia cheio de lutas emocionantes. As nacionalidades presentes nas chaves reforçaram o ADGS como o evento mais influente no Jiu Jitsu da atualidade.

Khaled Mohammed Alshehhi, dos Emirados Árabes Unidos, venceu a categoria Pena da Faixa-Marrom Profissional (-62kg). Ele ficou satisfeito com seu desempenho: "Hoje, graças a Deus, ganhei a medalha de ouro. Estou feliz com isso. Quero agradecer aos nossos xeques em Abu Dhabi por seu apoio para alcançar esse objetivo."

Do Brasil, Pedro Ribeiro esmagou seus adversários na categoria Super-pesado Faixa Marrom (-120kg). Ele também falou sobre sua conquista: "Esta vitória é fruto de muito trabalho e dedicação. Quero agradecer a toda minha equipe. Eu não poderia fazer isso sem eles."

O 2º dia da ADGS Rio contou com a presença muito especial do Sr. Adel Al Naqbi, Representante da Equipe de Jiu Jitsu das Forças Armadas dos Emirados Árabes Unidos. O Sr. Naqbi entregou as medalhas aos campeões ao lado do Gerente Geral da AJP, Sr. Tariq Al Bahersi.

Veja como cada divisão de peso se desenrolou.

Divisão Profissional Faixa Marrom causa impacto no Rio

Eles estão a um passo do auge do esporte. A faixa-marrom é o ponto de partida para uma carreira de estrela internacional como competidor faixa-preta de Jiu Jitsu. No Rio, a torcida presenciou alguns dos talentos mais promissores do circuito atualmente. Veja como cada campeão conseguiu sua medalha de ouro.

Masculino

Pluma (-56kg) – Everton Souza teve um longo caminho até a medalha de ouro. Ele lutou quatro vezes no Rio. Primeiro venceu Bruno Sena por 2-0 e depois Welison Fernandes por 1-0. Na semifinal, o Everton derrotou Antonio Neto em uma luta emocionante que terminou com uma vantagem de 6 a 3. Na disputa pela medalha de ouro, o Everton construiu uma vantagem de 8 a 3 para superar Relter Filho e levar o título para casa.

PÓDIO

1º – Everton Souza (Brasil)

2º – Relter Silva Filho (Brasil)

3º – Welison Fernandes (Brasil)

Pena (-62kg) – Nunca é fácil vencer no Brasil como estrangeiro. Khaled Mohammed Alshehhi não fez prisioneiros e conquistou a medalha de ouro em cinco lutas. Ele finalizou o russo Yaroslav Rudenko, finalizou o argentino Martin Gonzalez, venceu o brasileiro Gabriel Costa por 2 a 0. Na semifinal, uma luta difícil contra José Lima e a vitória veio com uma vantagem de 6 a 5. O título veio com uma vantagem de 3 a 2 em uma luta apertada contra Jonathan Santos.

PÓDIO

1º – Khaled Mohammed Alshehhi (EAU)

2º – Jonathan Santos (Brasil)

3º – Leonardo Neves (Brasil)

Leve (-69kg) – Com 38 competidores, a divisão foi uma maratona. Lucas Silva lutou cinco vezes para garantir a medalha de ouro. Venceu Giovanny Nascimento por 5 a 0, Jefferson Fagundes por 2 a 0, finalizou Nikolas Ramos. Na semifinal, Lucas pegou Arthur Carvalhães para chegar à final. A medalha de ouro foi para Lucas por pontuar por último lugar no empate por 3 a 3 com Carlos Henrique.

PÓDIO

1º – Lucas Silva (Brasil)

2º – Carlos Henrique (Brasil)

3º – Jhonathan Souza (Brasil)

Meio-médio (-77kg) – Em mais uma categoria gigantesca, João Paulo Bezerra venceu outros 31 caras e levou o ouro para casa. Em cinco lutas, ele subiu ao topo do pódio. João Paulo venceu João Rodrigues por 2 a 0, Gabriel Galvão por pontuar por último no empate por 4 a 4, Alexsander Lima por decisão do árbitro. Na semifinal, João Paulo venceu Fabyury Freitas por 4 a 3 e garantiu a disputa do ouro. O título veio com um empate de 6 a 6 e João Paulo pontuou por último.

PÓDIO

1º – João Paulo Bezerra (Brasil)

2º – Mateus Coelho (Brasil)

3º – Luciano Junior (Brasil)

Médio (-85kg) – Em quatro lutas, Alehander Mariano subiu ao pódio. Ele finalizou Dorgivan Jesus e venceu Anderson Marinho por 5 a 1. Na semifinal, mais uma vitória por finalização sobre o egípcio Saif Mohammad. A medalha de ouro se tornou realidade com a vitória por 7 a 4 sobre o paraguaio Maurício Cespedes.

PÓDIO

1º – Alehander Mariano (Brasil)

2º – Maurício Cespedes (Paraguai)

3º – Rui Neto (Brasil)

Meio-pesado (-94kg) – Luiz Henrique lutou três vezes para se tornar um medalhista de ouro do ADGS Rio. Venceu João Ricardo por 7-0 e Rafael Rodrigues por 2-1. Na final, uma vantagem apertada de 1 a 0 sobre Lucas Giraud significou o título.

PÓDIO

1º – Luiz Henrique (Brasil)

2º – Lucas Giraud (Brasil)

3º – João Ricardo (Brasil)

Super-pesado (-120kg) - Pedro Ribeiro enfrentou quatro adversários duros a caminho do título. Venceu Robson Chaves por 3 a 0, Learsi Souza por 8 a 0 e Gabriel Barbosa por 1 a 0. Na final, Pedro enfrentou um adversário difícil em Helder Rodrigues Junior. Uma estreita vantagem de 3 a 2 levou Barbosa até o fim.

PÓDIO

1º – Pedro Ribeiro (Brasil)

2º – Helder Rodrigues Junior (Brasil)

3º – Gabriel Barbosa (Brasil)

Divisão Profissional Faixa Roxa foi palco de uma mostra internacional de talentos

Competidores de várias nacionalidades entraram na arena para disputar a Divisão Profissional Faixa-Roxa. Eles mostraram habilidades e o desejo necessário de se tornarem campeões ao mais alto nível de competição. Brasil, Emirados Árabes e Colômbia tiveram as melhores exibições. Aqui estão os campeões.

Masculino

Pluma (-56kg) – Eric Santiago (Brasil)

Pena (-62kg) – Bruno Caglioni (Brasil)

Leve (-69kg) – Erick Lobo (Brasil)

Meio-médio (-77kg) – Davi de Souza (Brasil)

Médio (-85kg) – Pablo Custódia (Brasil)

Meio-pesado (-94kg) – Luiz Rodrigues (Brasil)

Super-pesado (-120kg) – Luis Mattos (Brasil)

Feminino

Galo (-49kg) – Thaynara Victória (Portugal)

Pluma (-55kg) – Eduarda Santos (Brasil)

Leve (-62kg) – Vitória Cabral (Brasil)

Médio (70kg) – Gisele Tavares (Brasil)

Pesado (-95kg) – Letícia dos Santos (Brasil)

A Faixa-Preta Profissional encerra o show no 3º dia da ADGS Rio

O Abu Dhabi Grand Slam Rio terá sua Grand Finale neste domingo, 31 de julho. Os craques da Divisão Faixa Preta Profissional sobem ao palco na Arena Carioca 1. As lutas começam às 10h (GMT+3).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos