Absurdo e fantástico: Vidal apresenta credenciais ao Flamengo e titularidade parece questão de tempo

Arturo Vidal em ação diante do Athletico, na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)


Titular pela primeira vez na equipe principal do Flamengo, Arturo Vidal apresentou, de vez, suas credenciais: pegada na marcação e controle do ritmo de jogo. Não à toa, liderou o time em desarmes e foi o segundo maior passador, atrás apenas de Filipe Luís. Assim, a presença do chileno nos "11 ideais" parece ser questão de tempo.

+ Flamengo supera valor milionário em premiação na temporada

- Vidal entrou, foi muito bem. Tranquilo, equilibrado. Fez seu trabalho com desenvoltura, dá um timing ao meio de campo. Cada um tem uma característica. Em todos os momentos que o Vidal entra, ele se sente confortável. Temos que ter calma porque ele ficou um longo tempo parado. Mas estou muito satisfeito - avaliou Dorival Júnior.

A primeira chance de Vidal ao lado de Arrascaeta, Filipe Luís e Gabi, entre outros, veio pela ausência de Thiago Maia, que cumpriu suspensão na partida de quarta-feira. Assim, o chileno atuou pelo lado esquerdo do meio de campo, junto com Everton Ribeiro, pela direita, João Gomes, que saiu da esquerda para a faixa central.

Até então, Vidal havia sido utilizado por Dorival Júnior oito vezes. Foi titular contra Atlético-GO e São Paulo, pelo Brasileirão, jogos nos quais o Flamengo atuou com a forte equipe alternativa e venceu.

Uma situação parecida com Fabrício Bruno, que entrou no time devido à suspensão de David Luiz e manteve o altíssimo nível. Após a partida, o zagueiro explicou o que permite tais mudanças na equipe.

- Está todo mundo tendo oportunidades. Quando ele chegou, (Dorival) pregou isso. Não teria titulares ou reservas. Estamos felizes, todos jogando, e é o que ele pede, que a gente mantenha a corda esticada para aproveitar as oportunidades - afirmou, completando:

- Entramos eu e Vidal, que não vínhamos jogando (no time principal), e o que o Vidal fez aqui... A experiência do chileno é absurda.

REFERÊNCIA 'FANTÁSTICA' TAMBÉM PARA OS JOVENS

Nas outras partidas em que foi titular, o meia compôs o setor ao lado de outro experiente atleta - Diego, de 37 anos - e de Victor Hugo, de apenas 17. O jovem atleta, que disputa sua primeira temporada com o elenco profissional e vem ganhando minutos com Dorival Júnior, valorizou demais a chance de estar ao lado do "fantástico" meia.

- É um jogador fantástico, sem dúvidas. É uma oportunidade que estou tendo e ou muito grato. Tento desfrutar sempre, aprender cada vez mais e aproveitar os momentos, porque é, realmente, um excelente jogador, ganhou muita coisa. Só tenho a aprender - afirmou Victor Hugo.

A grande atuação na Arena da Baixada também foi reconhecida pelos torcedores. Na saída do estádio, o "assunto Vidal" estava em alta entre os rubro-negros presentes na Arena da Baixada - todos empolgados com o futebol do reforço. Agora, caberá a Dorival Júnior definir quando o chileno voltará a atuar. No domingo, o Flamengo enfrenta o Palmeiras pelo Brasileirão. Já na quarta, inicia as semis da Copa do Brasil diante do São Paulo. Uma semana depois, tem o Vélez Sarsfield (ARG) pela Libertadores. Oportunidades não faltarão.