Abel Ferreira recebe prêmio da Federação Portuguesa de Futebol e o dedica ao Palmeiras

Abel Ferreira recebe Prêmio Quinas de Ouro de 2022 (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)


Nesta terça-feira, Abel Ferreira recebeu o Prêmio Quinas de Ouro de 2022, a maior honraria entre os técnicos portugueses concedida pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). O técnico do Palmeiras não pôde estar presente na sede da entidade, em Lisboa, mas recebeu o troféu das mãos do ex-atacante Helder Postiga, atual diretor da entidade, e o dedicou ao clube alviverde.

GALERIA

> Veja quem pode virar SAF no Brasil

Companheiro do comandante alviverde nos tempos de Sporting-POR, Postiga viajou a São Paulo para entregar pessoalmente o troféu ao amigo. O ex-jogador aproveitou para conhecer a estrutura do clube e ganhou uma camisa personalizada da presidente Leila Pereira.

> Confira a tabela completa e simulador do Brasileirão!

- Quando olho para este troféu, eu penso nos meus jogadores e em todos que me ajudaram a chegar a este nível. Foram eles quem me fizeram ganhar títulos e sabem do respeito e admiração que tenho por cada um deles. Gostaria de dividir esta premiação com a torcida palmeirense e com todos que trabalham pelo clube e contribuem com a sua excelência. Deixo também uma palavra de agradecimento à Federação Portuguesa de Futebol por essa distinção. Como já disse várias vezes, a gratidão é a memória do coração - declarou Abel.

Além de Abel Ferreira, foram agraciados com o Quinas de Ouro outros dois treinadores portugueses que conquistaram títulos internacionais na última temporada. Trata-se de José Mourinho, campeão da Conference League pela Roma-ITA, e Leonardo Jardim, que ganhou a Liga dos Campeões da Ásia à frente do Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Este prêmio não foi o primeiro recebido pelo treinador em seu país graças ao trabalho exercido no Palmeiras. Em maio, foi eleito o melhor comandante português no exterior pela Associação de Jornalistas Esportivos de Portugal. Já no ano passado, foi condecorado pelo presidente do país europeu, Marcelo Rebelo Souza, como Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.