Abel Ferreira faz discurso ao elenco do Palmeiras após eliminação na Libertadores: 'Temos 13 finais'


O Palmeiras passou por uma eliminação dolorida para o Athletico-PR na semifinal da Libertadores. Na última terça-feira, no Allianz Parque, o empate em 2 a 2 não foi suficiente para levar o time para a terceira final consecutiva da competição continental. Após a partida, mesmo revoltado com a arbitragem, Abel Ferreira discursou ao elenco exaltando a união dos atletas e focando no Brasileirão.

GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Como sempre, depois dos jogos, seja com vitória ou derrota, o técnico português reúne seus jogadores no vestiário em uma roda para uma palavra final. Não foi diferente após o empate com o Furacão. O recado mais uma vez foi forte, lamentando os fatores que levaram o time a não vencer o adversário, que foi parabenizado. A fala foi divulgada pela TV oficial do clube na noite desta quarta.

Próximo da fase decisiva do Brasileiro, Abel falou das 13 finais que a equipe terá daqui para frente em busca do 11º título da competição. Assim como Weverton já havia feito, o treinador alviverde rechaçou qualquer obrigação de levantar a taça, mas sim de cada um fazer o seu melhor em cada função que exerça no time ou no clube.

- Faço só um pedido: aceitem, deem os parabéns para o nosso adversário, que não tem culpa, eles vão desfrutar, gostaríamos de estar lá, mas esta não é para nós. Parabéns ao nosso adversário. 24 horas é o que eu lhes peço. Amanhã (quarta) vamos ter um descanso, vamos para casa descansar e temos 13 finais até o fim, com essa atitude, 13 finais até o fim, isso que você precisam ter na cabeça, cada um de nós em seu departamento, dar o melhor de si. "Ah, agora é obrigatório". Só temos uma obrigação, eu só tenho uma obrigação, a única coisa que lhes peço é cada um dar o melhor que sabe e que pode dentro de sua função. Não lhes peço mais nada.

Abel acrescentou ao discurso a resiliência e as cicatrizes que os campeões possuem, e não poupou elogios aos jogadores, dizendo ter orgulho de comandante um grupo assim. O pedido do português é que todos se mantenham juntos, aconteça o que acontecer.

- O que mais me impressiona neste grupo é o respeito, a amizade e a confiança que vocês têm uns pelos outros. Eu sou muito sincero: preferia ter perdido de outra maneira, mas temos que aceitar a forma como foi. Eu não conheço um guerreiro que não tenha as cicatrizes aqui (apontando para o coração) e esta é mais uma a estar, eu disse lá Copa do Brasil, da forma como foi, e hoje da forma como foi.

- Essa é a nossa única obrigação enquanto equipe, que se mantenham juntos em todos os momentos. Nosso capitão (Weverton) disse no início que aconteça o que acontecer, herois ou vilões, vamos estar todos juntos. A resiliência dos campeões é essa, com cicatrizes, com pontos, seguir o nosso trabalho, puxar um pelo outro. Se não for para dizer coisa boa, então a gente fica calado, se não for para ajudar, a gente fica calado. Mas hoje, já disse umas quatro vezes, vou terminar dessa maneira é uma honra e um orgulho muito grande fazer parte deste grupo. Aconteça o que acontecer, é uma honra e um orgulho muito grande fazer parte deste grupo. Todos somos um, coloquem isso nas suas cabeças. Todos somos um em todos os momentos. Nos mais difíceis, como este, e nos momentos de vitória também - completou o comandante.

Para finalizar, Abel falou sobre o que acredita ser sucesso, que é fazer tudo o que poderia fazer diante do que tem à disposição. E, segundo ele, foi o que aconteceu na última terça-feira no Allianz Parque.

- É um orgulho ser treinador de vocês, obrigado por tudo, fizemos tudo o que tínhamos que fazer hoje. Para mim, não precisam pensar da mesma maneira que eu, sucesso é quando fazemos tudo o que podemos com os recursos que temos de forma consistente. Isso para mim é sucesso no futebol e na vida. Levem isso para suas casas, paras suas famílias, e quinta-feira estamos todos aqui outra vez.

O Palmeiras volta a campo neste sábado, às 21h, quando recebe o Juventude, no Allianz Parque, pela 26ª rodada do Brasileirão-2022. O Verdão lidera a competição com sete pontos de vantagem para o segundo colocado na tabela de classificação, que é o Flamengo.

Abel Ferreira - Palmeiras x Athletico-PR
Abel Ferreira - Palmeiras x Athletico-PR

Abel Ferreira discursou aos atletas (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)