Abel analisa goleada do Palmeiras e alfineta críticos

O Palmeiras goleou o Botafogo por 4 a 0, sem tomar conhecimento do adversário, e retomou a liderança do Brasileirão. Com o melhor ataque do Brasil neste ano, o Verdão de Abel Ferreira ainda é chamado de "defensivos", o que o treinador mais uma vez contrariou com outro resultado elástico. E o tema foi tratado pelo treinador.

Em entrevista coletiva após o jogo desta quinta-feira, Abel explicou como ele e seu time gostam de jogar, e reforçou que não é seu desejo abdicar da bola, mas sim atacar quando puder atacar, e defender quando precisar defender, sempre buscando fazer gols, como aconteceu nesta noite diante da equipe carioca, que sofreu.

- Eu já disse que uma coisa que eu não faço é abdicar de ter a bola, se os meus jogadores abdicarem de ter a bola, nós não vamos defender, eles sabem disso, eu os desafio a fazer isso. Não querem defender, não tenham a bola. Fiquem com bola. Agora, nós não jogamos sozinhos, os adversários mudam. O objetivo é fazer gols, eu gosto de fazer gols, ao contrário do que alguns pensam, a minha intenção é defender para atacar, e atacar para defender, porque as duas coisas estão ligadas, eu não defendo por defender, eu me defendo porque o meu adversário me obriga a defender, se o adversário não me obrigar a defender, sou eu que vou atacar - declarou o técnico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos