1ª tripulação feminina brasileira, pioneira na Vela de Oceano, será homenageada na 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

Acervo Pessoal


A 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela irá homenagear a tripulação feminina do barco Revanche, a primeira na Vela de Oceano no Brasil, estreando em 1984 com a participação da Regata Santos-Rio e disputando muitas Semanas de Vela nos anos seguintes.

“Em 84, meu marido Roberto havia comprado o Revanche e íamos todos os finais de semana para a Ilhabela. Eu não velejava, mas ficava observando que somente os rapazes eram convidados para fazer parte das tripulações e as moças sobravam sempre. Eu não achava aquilo justo. E então, eu disse a ele: E se emprestássemos nosso barco para as moças organizarem uma equipe feminina? Ele topou na hora! E assim, fomos falar com a Claudia, com a Kika e elas adoraram a ideia”, conta Carolina Szabo, incentivadora do projeto.

"É com grande alegria e emoção que recebemos a notícia da homenagem para nossa tripulação feminina, a primeira. Na época, eu velejava no Manostoo, quando o Roberto e a Carolina Szabo tiveram a ideia de formar uma tripulação feminina, nos convidaram para usar o barco deles e formamos uma tripulação com muitas entusiastas. Levamos muito a sério. Muita gente nos apoiou, mas muita gente achava que não daríamos conta pois a Vela ainda era considerado esporte para homens. Deu tudo certo, tivemos apoio do Nelson Bastos, que tinha construído o barco. Tivemos uma boa classificação. Depois disso, fizemos outras campanhas. Somos muito amigas ainda", apontou Francisca Angeli, a Kika, comandante do Revanche.

A organização da Semana Internacional de Vela de Ilhabela definiu que os troféus serão uma pequena réplica do veleiro Revanche, um modelo Fast 345 tripulado por elas naquele período.

"Fiquei surpresa quando a organização da SIVI me ligou contando que o Revanche seria o Barco-troféu da Semana de Vela por sermos pioneiras na Vela Oceânica do Brasil na organização de um barco 100% feminino. Recebi com muita honra essa incumbência de colocar a tripulação em contato, pois a comandante Kika está na Groenlândia, outras em Abu Dhabi, Suíça e Estados Unidos. Nos espalhamos bastante, mas juntamos material e temos bastante memória, pois nossa experiência foi muito marcante. Temos muita coisa para contar e inspirar as mulheres a não perderem a garra, sempre participando, estando no mar e curtir essa coisa deliciosa que é estar no mar", disse Cláudia Adami, navegadora do barco.

As tripulantes e suas funções a bordo eram: Francisca Przirembel Angeli (comandante), Erika Lessman (timoneira), Claudia Adami (navegadora), Patrícia Dietrich (secretaria), Claudia de Campos Mello Guerios (proeira), Estela Barella (runings e proeira), Helena Lane Von Sydow (secretaria) e Christina Norris (secretaria).


A tripulação feminina do Revanche seguiu velejando e inspirando outras mulheres para a prática do esporte.

Mais de 90 barcos inscritos com 43 clubes de sete estados, 15 cidades e dois países - As inscrições seguem abertas para as classes ORC, BRA-RGS, C-30, HPE-25, Clássicos, Bico de Proa, Mini e Multicasco, e podem ser realizadas no site - https://www.sivilhabela.com.br/. O segundo lote com desconto vai até o dia 12 de julho. Já são mais de 90 barcos inscritos faltando pouco menos de um mês para a competição. A programação da competição também consta no site do evento - https://www.sivilhabela.com.br/programacao/ .

Ao todo estão representados barcos de sete estados brasileiros (SP, RJ, SC, RS, PE, BA e ES) de quinze cidades e 43 clubes de Vela do Brasil. Além disso, cinco barcos argentinos já estão inscritos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos