Única participante das duas últimas Olimpíadas, Gabi comanda a Seleção Brasileira de Vôlei no Mundial 2022

Gabi é prata olímpica pela Seleção Brasileira (Divulgação/FIVB)


A ponteira Gabi vive um ano especial. Eleita MVP da última edição da Champions League pelo Vakifbank, da Turquia, a atacante assumiu nesta temporada o posto de capitã da seleção feminina. Em sua primeira competição na função, comandou o Brasil na conquista da medalha de prata da Liga das Nações. Agora, busca o título mundial inédito para a nossa Seleção.

- Meu primeiro Mundial em 2014 foi muito especial. Ficamos com a medalha de bronze e tive a chance de conviver com uma geração que fez história. Quero ser campeã mundial, mas também sei o quanto isso é difícil. A oportunidade de jogar mais uma edição, dessa vez como capitã, é incrível. Temos um grupo difícil e precisamos pensar em um jogo de cada vez - afirmou Gabi.

A camisa 10 falou também sobre o primeiro jogo da seleção na competição. Apesar do favoritismo da Seleção Brasileira, a capitã elogiou muito o jogo ofensivo da República Tcheca.

- Na estreia, vamos jogar contra uma equipe europeia que enfrentamos muito pouco. É um jogo difícil por ser uma estreia. Todas as seleções querem ganhar do Brasil. A República Tcheca é uma equipe com bom poderio de ataque, com atacantes de força. É importante sacarmos bem, o que facilita o nosso boqueio e defesa - explicou Gabi.

A responsabilidade de liderar a equipe não intimida a ponteira que, assim como rasgou elogiou às adversárias, falou muito bem da sua equipe, tanto em capacidade quanto em empenho.

- Essa temporada com a seleção tem sido incrível. Uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional. É uma responsabilidade grande, mas ao mesmo tempo é fácil ser capitã de uma geração que quer muito estar aqui e gosta de trabalhar. As jogadoras se ajudam o tempo todo. Minha função também é essa: ajudar as jogadoras a ter a melhor performance - ressaltou.

A seleção feminina está no Grupo D ao lado da República Tcheca, da Argentina, da Colômbia, do Japão e da China. As equipes se enfrentam dentro da chave e as quatro melhores se classificam para a próxima fase.

Um novo desafio começa neste sábado. Aos 28 anos, Gabi disputa seu terceiro Campeonato Mundial adulto na busca por um título inédito. O Brasil estreia contra a República Tcheca, às 15h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV 2.

AO VIVO E DE GRAÇA: LANCE! está transmitindo ao vivo e de graça jogos da Bundesliga. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão aqui.