Árbitro Anderson Daronco registra em súmula cantos homofóbicos em Avaí x São Paulo

Alisson virou dúvida no São Paulo (Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net)


Durante a partida entre Avaí e São Paulo, que terminou empatada por 1 a 1, a torcida do Leão da Ilha proferiu cantos homofóbicos destinados ao árbitro Anderson Daronco e arremessou copos no gramado e na equipe de arbitragem.

Galeria
> ATUAÇÕES: Calleri perde pênalti e Jandrei falha em empate do São Paulo com o Avaí

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Ambas as ocorrências foram registradas em súmula. Os gritos preconceituosos podem ser inseridos no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O Avaí pode responder pelo ato e ser punido. Além de perder o mando de campo, a multa pode chegar a R$ 100 mil. Também há a possibilidade de perder pontos na tabela do Brasileirão.

Veja registro realizado por Daronco em súmula após o confronto:

- Informo que aos 39 minutos do 1º tempo foi arremessado um copo plástico no campo de jogo que veio de onde a torcida do Avaí se
encontrava, no lado oposto aos bancos de reserva.

- Relato que aos 52 minutos do 2º tempo, paralisei a partida em virtude de cantos homofóbicos direcionados a equipe de arbitragem, cantados pela torcida do Avaí, da seguinte forma: "Gaúcho, viado! Gaúcho viado".

- Informo que após o término da partida, quando a equipe de arbitragem deixava o campo de jogo, o mesmo canto homofóbico "Gaúcho viado, gaúcho viado", foi cantado pela torcida do Avaí, situada próximo ao túnel de de acesso do vestiário da arbitragem. informo também que neste momento foi arremessado um copo de água em direcão da arbitragem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos