Às vésperas das finais da Copa do Brasil, Corinthians reencontra árbitro que frustrou o tetra

Wagner do Nascimento Magalhães apitou a final da Copa do Brasil em 2018 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)


O carioca Wagner do Nascimento Magalhães será o árbitro de Juventude e Corinthians, nesta terça-feira (4), pelo Campeonato Brasileiro. E próximo do jogo de ida da final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, que acontece na próxima quarta-feira (12), a presença de Wagner não traz boas recordações aos corintianos.

+ Manto do Corinthians: veja os modelos finalistas para quarta camisa do Timão em 2023

Isso porque Magalhães foi o ‘dono do apito’ na última vez que o Timão decidiu a Copa do Brasil, em 2018 e ,na ocasião, anulou o que seria o gol do Corinthians, no placar agregado, contra o Cruzeiro.

Wagner do Nascimento Magalhães teve o auxílio do vídeo para invalidar o lance. Na circunstância, o profissional que operava o VAR era o goiano Wilton Pereira Sampaio, um dos representantes da arbitragem brasileira na Copa do Mundo do Qatar, neste ano.

A infração registrada foi de falta do meia Jadson no zagueiro cruzeirense Dedé no início da jogada, que terminou em um golaço de fora da área, marcado por Pedrinho.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule os jogos decisivos

Na ocasião, o profissional que estava comandando a cabine do vídeo era o goiano Wilton Pereira Sampaio, um dos árbitros brasileiros que estarão na Copa do Mundo do Qatar, entre novembro e dezembro deste ano, que chamou Wagner do Nascimento Magalhães para o monitor.

Nunca saberemos se aquele jogo terminaria 2 a 1 para o Timão e se equipe alvinegra bateria a Raposa nos pênaltis. Mas, de todo modo, Wagner e Wilton frustraram o sonho da Fiel de ver o time campeão da Copa do Brasil pela quarta vez na história, feito que pode ser atingido nesta temporada, caso os corintianos façam frente ao Flamengo nos dois jogos da final, nos dias 12 e 19 de outubro.

O duelo contra o Juventude será o segundo do Corinthians que Wagner apitará nesta temporada. O profissional trabalhou na vitória corintiana por 3 a 1 sobre o Coritiba, pela 18ª rodada do Brasileirão, na Neo Química Arena, no dia 20 de julho.

Embora tenha apitado uma derrota dolorida do Timão, o retrospecto corintiano em jogos em que o carioca está à frente é positivo. São nove triunfos, seis empates e três derrotas, em 18 partidas.